Pai e filho usam Bitcoin para lavar dinheiro de drogas e são presos

1 min de leitura
Imagem de: Pai e filho usam Bitcoin para lavar dinheiro de drogas e são presos
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Na terça-feira, o Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) sentenciou dois homens – pai e filho – a cinco anos de prisão, após serem condenados por operar um comércio ilegal de maconha na cidade de Monroe, onde residem. Para encobrir sua atividade criminosa, a dupla lavava dinheiro usando bitcoins.

Acusados formalmente pelo DOJ, depois de uma investigação conjunta conduzida pelo Departamento de Segurança Nacional (DHS) e Administração de Fiscalização de Drogas (DEA) em 2020, Kenneth Warren Rhule, de 28 anos, e Kenneth John Rule, 47, foram condenados a cinco anos de prisão, por conspiração para o cultivo e distribuição não autorizada de maconha, além do crime de lavagem de dinheiro pelo filho.

Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte: Shutterstock/Reprodução.Fonte:  Shutterstock 

Consultoria de criptomoedas

De acordo com as investigações do DOJ, Kenneth promovia serviços de consultoria sobre o uso de bitcoins para ocultar fundos. Ele também convertia bitcoins em dinheiro em espécie. Foi justamente em uma dessas conversões que o criminoso foi preso, durante um atendimento para trocar US$ 142 mil em moeda digital por dólares a dois agentes que se passavam por traficantes.

Segundo o promotor Nick Brown, “a dupla não apenas cultivava e distribuía produtos de cannabis na dark web, violando o esquema regulatório do estado, como também ilegalmente lavava enormes quantias de bitcoin que sua empresa ganhava”. Segundo estimativa do DOJ, a operação gerou mais de US$ 13 milhões, com um lucro líquido de US$ 2,5 milhões (R$ 12 milhões).

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.