Elon Musk, Jeff Bezos e Bill Gates perderam R$ 547 bilhões em 2022

1 min de leitura
Imagem de: Elon Musk, Jeff Bezos e Bill Gates perderam R$ 547 bilhões em 2022
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Quem pensa que inflação e juros nas alturas derrubam apenas o poder de compra do seu próprio salário pode ficar “tranquilo”, pois está em companhia das 50 pessoas mais ricas do planeta. Enquanto mal conseguimos cobrir nosso cheque especial no final do mês, o clube dos bilionários mais influentes do mundo já perdeu mais de meio trilhão de dólares somente neste ano.

Em um cenário de perdas consecutivas do mercado de ações nos EUA, é natural que aqueles que estão no topo da conhecida Lista de Bilionários da Bloomberg sofram maiores impactos. Nos cinco meses de 2022, o índice revela que o primeiro colocado, Elon Musk, perdeu US$ 46,4 bilhões; Jeff Bezos teve prejuízo de US$ 53,2 bilhões e Bill Gates viu "apenas" US$ 15,1 bilhões deixarem seu patrimônio.

Avaliando pela seleta óptica Bloomberg, Musk valia na segunda-feira (30) US$ 224 bilhões (R$ 1,1 trilhão), Bezos US$ 139 bilhões (R$ 661 bilhões) e Gates, US$ 123 bilhões (R$ 585 bilhões). Os três juntos amargaram perdas de US$ 115 bilhões em seus patrimônios líquidos em 2022, algo em torno de R$ 547 bilhões em conversão direta.

O que aconteceu com a fortuna dos três bilionários mais conhecidos no mundo?

Fonte: Forbes/Reprodução.Fonte: Forbes/Reprodução.Fonte:  Forbes 

Dos dois que mais perderam,Bezos e Musk, o primeiro foi o que mais sofreu com as circunstâncias do cenário macroeconômico: as ações da Amazon caíram 35% no período, uma queda superior à da Nasdaq (27%).

Já Elon Musk, que chegou a quebrar a marca de US$ 300 bilhões de patrimônio líquido pessoal em novembro passado, sofreu reveses fora de seu controle (como a queda de produção da Tesla na China), mas certamente tem responsabilidade na sua própria queda, ao se "enroscar" na compra do Twitter.

Quando o bilionário adquiriu uma primeira participação de 9,2% no serviço de microblog em abril, os investidores passaram a questionar o seu compromisso com a Tesla. Como resultado disso, as ações da fabricante de veículos elétricos (da qual Musk tem 15,6% do capital) já caíram 37% neste ano.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.