Samsung confirma nova fábrica de chips nos Estados Unidos

1 min de leitura
Imagem de: Samsung confirma nova fábrica de chips nos Estados Unidos
Imagem: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Samsung confirmou nesta quarta-feira (24) a construção de uma nova fábrica de semicondutores nos Estados Unidos. A instalação ficará em Taylor, no estado do Texas, menos de 50 km distante de Austin, onde funciona outra planta industrial da empresa.

Segundo a companhia sul-coreana, a nova instalação fabricará chips avançados para uso no mercado mobile, dispositivos 5G, computação de alto desempenho e inteligência artificial. O investimento estimado para a construção é de US$ 17 bilhões, o equivalente a R$ 95 bilhões pela cotação de hoje.

As obras estão previstas para começar no primeiro semestre de 2022 e a inauguração deve acontecer no segundo semestre de 2024. A unidade terá mais de 5 milhões de metros quadrados de área e permitirá à empresa aumentar a sua capacidade de produção global de processadores, trabalhando em conjunto com a nova fábrica de Pyeongtaek (Coreia do Sul).

Autoridades do Texas e o CEO da Samsung Kinam Kim anunciam a novidade.Autoridades do Texas e o CEO da Samsung Kinam Kim anunciam a novidade.Fonte:  Samsung/Divulgação 

Locais nos estados do Arizona e Nova York chegaram a ser considerados pela Samsung para abrir a nova instalação, mas a companhia preferiu o Texas com base em fatores como incentivos governamentais, melhor infraestrutura e proximidade com sua outra fábrica. A expectativa é de que sejam gerados 2 mil empregos diretos e outras milhares de vagas indiretas na região.

Falta de chips incomoda a indústria

A escassez global de chips tem se tornado um sério problema para a indústria, afetando diversos segmentos. O setor automotivo é um deles, resultando em paralisações na fabricação de carros e queda nas vendas, o que levou a Ford a produzir seus próprios semicondutores, em parceria com a GlobalFoundries.

Nos EUA, a falta de componentes afetou até mesmo a segurança nacional, pois muitas empresas dependem dos processadores produzidos em Taiwan, território reivindicado pela China. Com a nova fábrica da Samsung no país, especialistas acreditam que a escassez poderá ser aliviada a longo prazo.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.