Após China, criptomoedas podem ser banidas em mais um país

1 min de leitura
Imagem de: Após China, criptomoedas podem ser banidas em mais um país
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

No início do ano, a China proibiu a mineração e transações de bitcoin, causando uma queda massiva no mercado. Nesta última terça-feira (23), o governo indiano revelou que anunciará um novo projeto de lei que também pretende proibir a maioria das criptomoedas e criar uma moeda digital controlada pelo banco central do país.

Não é novidade que a Índia não está contente com o mercado de criptomoedas: há alguns meses, os legisladores do país começaram a discutir os riscos e planejam lançar uma moeda digital, como a China também fez com o renminbi.

Criptomoedas causando problemas

Entre os problemas citados pelos legisladores, um dos maiores é a suposta desinformação causada pelos ativos digitais, já que alguns fazem propagandas prometendo grandes lucros para os investidores.

Em junho de 2021, o banco central indiano revelou a proposta sobre a criação de uma moeda virtual própriaEm junho de 2021, o banco central indiano revelou a proposta sobre a criação de uma moeda virtual própria.Fonte:  Shutterstock 

De acordo com a agenda parlamentar indiana, caso seja aprovada, a nova medida deve permitir apenas algumas moedas e será permitido promover apenas o seu uso e tecnologia, sem promessas sobre possíveis lucros futuros.

O preço de algumas criptomoedas caiu após a revelação, como o thether, a versão digital estável do dólar, que caiu para US$ 0,80. Conforme revelado pela Reuters, diversas corretoras ativas na Índia começaram a perceber saques e vendas após a notícia.

Atualmente, existem cerca de 15 e 20 milhões de investidores de criptoativos no país, representando mais de 400 bilhões de rúpias (cerca de US$ 5,3 bilhões na cotação atual).

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes