Sites de notícias sobre criptomoedas são fechados na China

1 min de leitura
Imagem de: Sites de notícias sobre criptomoedas são fechados na China
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

O governo chinês deu mais um passo no projeto de limitar a comercialização de criptomoedas no país. Depois de banir a mineração e até a atuação de corretoras, agora até mesmo sites de notícias sobre o assunto parecem ter sido removidos no país.

Segundo o Coindesk, ao menos três grandes plataformas que tratam do tema não estão mais no ar a partir desta quarta-feira (17): os sites especializados ChainNews, Odaily e Block123.

Planos do governo chinês divulgados em setembro de 2021 indicavam que o Banco Popular da China e agências financeiras reguladoras do país fariam a supervisão de veículos que divulgam informações sobre transações envolvendo criptomoedas.

Marcação cerrada

As medidas proibitivas fizeram plataformas como o ChainNews passarem a atuar apenas em redes sociais e mensageiros, como Telegram e Twitter — ambos também proibidos oficialmente no país, mas acessíveis por meios alternativos, com por meio de redes privadas virtuais (VPNs).

Consultados pelo Coindesk, nenhum dos veículos que teve o site retirado do ar confirmou que as páginas foram barradas pelo governo.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.