Novas medidas do Facebook ampliam conteúdos de mudanças climáticas

1 min de leitura
Imagem de: Novas medidas do Facebook ampliam conteúdos de mudanças climáticas
Imagem: Facebook
Avatar do autor

A rede social Facebook anunciou nessa quinta-feira (16) três novas medidas que fazem parte da estratégia da plataforma para levar a sério a ameaça de mudanças climáticas.

A primeira novidade é a ampliação do Climate Science Information Center, que foi lançado em 2020. O serviço agora será chamado de Climate Science Center e vai ganhar uma série de novos recursos, como vídeos e jogos de perguntas e respostas para gerar aprendizado junto com entretenimento.

O Climate Science Center.O Climate Science Center.Fonte:  Facebook 

Os conteúdos especiais têm a premissa de ajudar a conectar pessoas interessadas por ciências e servem como uma espécie de central de informações a respeito do tema.

Novas vozes

Além disso, o Facebook vai investir US$ 1 milhão em um programa de checagem de fatos para ampliar a revisão e correção de desinformação sobre o clima — um problema que a rede social ainda enfrenta sem encontrar formas eficientes para reduzir a quantidade de conteúdos falsos.

A terceira frente da nova política é impulsionar conteúdos de ativistas e especialistas do tema, especialmente jovens, que ganharão mais espaço no Facebook e Instagram durante períodos como o da COP26 (entre 31 de outubro e 12 de novembro de 2021).

Velhos problemas

Como aponta o The Verge, entretanto, o caminho é longo: muitas publicações com altos números de compartilhamentos no geral ainda são notícias falsas sobre fontes alternativas de energia ou de negacionistas do aquecimento global.

Além disso, a rede social ainda recebe muita verba de empresas ligadas ao setor de combustíveis fósseis em forma de anúncios, o que é visto como incompatível com a promoção de conteúdos sobre mudanças climáticas.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.