Amazon diz que já criou 9,4 mil empregos em operações no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Amazon diz que já criou 9,4 mil empregos em operações no Brasil
Imagem: Divulgação/Amazon
Avatar do autor

A Amazon anunciou, nesta quinta-feira (2), que criou mais de 9,4 mil empregos na área de operações por meio de investimentos realizados nos últimos dois anos no Brasil. Esses profissionais, diretos e indiretos, estão espalhados entre os nove centros de distribuição (CDs) da empresa, que ficam em São Paulo, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Pernambuco.

Neste ano, mil empregos diretos e indiretos foram gerados durante a expansão dos CDs e a inauguração de uma nova unidade em Cajamar, na Grande São Paulo. Atualmente, cerca de cinco mil funcionários compõem a área de operações interna.

O último complexo de distribuição foi aberto em maio na cidade de Cajamar (SP) e gerou 450 empregosO último complexo de distribuição foi aberto em maio na cidade de Cajamar (SP) e gerou 450 empregosFonte:  Divulgação/Amazon 

Além disso, a empresa fundada por Jeff Bezos revelou que houve um crescimento da presença de pequenas e médias empresas (PMEs) na plataforma de e-commerce durante a pandemia, e que hoje conta com mais de 30 mil participantes desta categoria vendendo no site.

Globalmente, as PMEs representam 56% das vendas no serviço. Diante disso, a companhia lançou o FBA (Fulfilment By Amazon) em São Paulo que, entre outras funções, oferece a experiência da Amazon para armazenar produtos e viabilizar entregas.

A empresa afirma possuir programas de capacitação para estimular o desenvolvimento pessoal e profissional dos trabalhadores e diz ter iniciativas que promovem a diversidade, equidade, inclusão e oportunidades de crescimento.

E tem mais CD chegando

Vale ressaltar que, na última sexta (27), o Governo do Estado do Ceará confirmou que a Amazon abrirá um centro de distribuição em Itaitinga, que fica na Região Metropolitana de Fortaleza.

"Estamos muito felizes com a decisão da Amazon, afinal, foram quase dois anos de conversas com o Governo do Ceará, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet) e da Fazenda (Sefaz). É uma empresa forte que só vem agregar, gerar empregos e riquezas para nosso estado", explicou Maia Júnior, titular da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho do estado.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.