Inter compra a fintech USEND para atuar nos Estados Unidos

1 min de leitura
Imagem de: Inter compra a fintech USEND para atuar nos Estados Unidos
Imagem: Banco Inter/Divulgação
Avatar do autor

O Banco Inter anunciou, nesta sexta-feira (27), a aquisição da fintech USEND, sediada nos Estados Unidos (EUA), empresa especializada na oferta de serviços financeiros e não financeiros no território americano. A transação, que ainda precisa ser aprovada pelos órgãos reguladores, não teve o valor divulgado.

Caso seja concretizado, o negócio marcará a entrada do Inter no mercado estadunidense de bancos digitais, competindo com as instituições financeiras SoFi e Chime. O objetivo é integrar os serviços da companhia adquirida à sua plataforma, atendendo os residentes nos EUA e também os clientes no Brasil.

“Com a aquisição da USEND, o Inter terá a vantagem de contar com estrutura e base de clientes sólida, posicionando-se como um full digital banking nos EUA, oferecendo produtos e serviços mais baratos, justos e eficientes”, comentou o CEO da instituição brasileira, João Vitor Menin.

A USEND possui mais de 150 mil clientes nos EUA.A USEND tem mais de 150 mil clientes nos EUA.Fonte:  USEND/Divulgação 

O executivo explicou ainda que a fintech brasileira também pretende investir em marketing online na sua chegada ao novo território. Dessa forma, seria possível alavancar a base de clientes e acelerar a captura de share dentro do mercado dos Estados Unidos, considerado o maior do mundo.

Remessas de dinheiro entre países

Atuando em mais de 40 estados americanos, a USEND oferece diferentes tipos de serviços financeiros, com destaque para as remessas de dinheiro entre países. A startup atende, atualmente, mais de 150 mil clientes, que se juntarão à base de 13 milhões de correntistas da fintech nacional.

Recarga de celulares, cartão de débito e gift cards são alguns dos outros serviços oferecidos pelo banco digital americano. Até o fim do ano, a USEND deve lançar uma plataforma de investimentos e seguros, além de comercializar o próprio cartão de crédito.

Mesmo com a venda, o fundador e os principais executivos da fintech americana seguirão em seus cargos, liderando o processo de integração entre as empresas e a expansão para os novos serviços que serão disponibilizados por lá.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.