Mercado de tablets cresce, mas é freado por crise de chips

1 min de leitura
Imagem de: Mercado de tablets cresce, mas é freado por crise de chips
Imagem: Pixabay
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

O mercado global de tablets segue em alta, de acordo com novos dados da empresa de consultoria Strategy Analytics. O relatório mostra o crescimento da divisão no segundo trimestre de 2021.

Segundo a Strategy Analytics, o modelo híbrido de trabalho e a presença das pessoas em casa por mais tempo por causa da pandemia da covid-19 deu uma sobrevida ao mercado de tablets — especialmente os de marcas com Android, cada vez mais focadas em produtividade e agora com o 5G.

Ao todo, foram vendidos 45,2 milhões de tablets no trimestre, um crescimento global de 5% se comparado ao mesmo período do ano passado. Entretanto, fica o lamento de que esse crescimento poderia ser muito maior: a escassez global na indústria de chips limitou os estoques e a disponibilidade de praticamente todas as fabricantes.

O ranking

A Apple segue a líder do segmento, com 35% do mercado. Ela é acompanhada de Samsung (18%), Lenovo (10%), Amazon (9%) e Huawei (5%).

O top 5 de tablets em porcentagem de mercado e crescimento comparado a 2020.O top 5 de tablets em porcentagem de mercado e crescimento comparado a 2020.Fonte:  Strategy Analytics 

As quatro primeiras da lista registraram crescimento no período, com destaque para os 67% a mais da chinesa Lenovo e a manutenção da Samsung na vice-liderança com modelos como o Galaxy Tab S7. Ela é a principal herdeira da porcentagem da Huawei, que apresenta quedas também no mercado de smartphones por causa das sanções comerciais do governo dos Estados Unidos.

O relatório completo pode ser conferido no site da Strategy Analytics (em inglês).

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.