Autópsia confirma causa de morte de John McAffee na prisão

1 min de leitura
Imagem de: Autópsia confirma causa de morte de John McAffee na prisão
Imagem: Anthony Kwan/Bloomberg/Getty Image
Avatar do autor

Na semana passada, John McAfee, o fundador do famoso antivírus, foi encontrado morto em sua cela, em um presídio de Barcelona. Uma autópsia preeliminar divulgada recentemente confirma que o empresário cometeu suicídio.

Segundo o jornal El País, os investigadores também encontraram um bilhete de despedida na calça do empreendedor norte-americano. A família, por outro lado, afirmou que vai pedir uma segunda autópsia. A viúva de McAfee, Janice, disse que o marido não tinha intenções suicidas e que, no mesmo dia da morte, eles conversaram tranquilamente. Segundo ela, o empresário até mesmo confirmou que os "dois se ligariam novamente à noite".

Com as declarações, alguns usuários no Twitter relembraram uma publicação de McAfee, feita em 30 de novembro de 2019. No post, ele dizia: "Se eu me suicidar, não fui eu. Eu fui abatido. Verifique meu braço direito", disse, após afirmar que "autoridades americanas estavam atrás" dele.

Prisão

McAfee estava preso desde outubro em Catalunha, enquanto esperava a extradição para os Estados Unidos. Ele foi acusado de sonegação fiscal por não apresentar declaração de bens entre 2014 e 2018. No dia 23 de junho, foi encontrado morto por dois funcionários da prisão.

O empresário tinha 75 anos e investia no mercado de criptomoedas, o que também gerou polêmica. Na prisão, McAfee mantinha sua conta do Twitter atualizada, sempre contando sobre a sua rotina na cela.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Autópsia confirma causa de morte de John McAffee na prisão