John McAfee será julgado por liderar esquema com criptomoedas

1 min de leitura
Imagem de: John McAfee será julgado por liderar esquema com criptomoedas
Imagem: Wikimedia Commons
Avatar do autor

O empresário e especialista em cibersegurança John McAfee teve mais um crime adicionado para a já extensa lista de irregularidades que cometeu nos últimos anos. Desta vez, o excêntrico programador foi acusado formalmente pelas autoridades dos Estados Unidos de fraude envolvendo criptomoedas.

O esquema começava quando McAfee, usando a sua conta popular e verificada no Twitter, "sugeria" aos seguidores que comprassem uma determinada criptomoeda a partir de postagens semanais. O que não era divulgado é que, na verdade, a seleção dele tinha um motivo bem específico: essas eram as moedas que ele havia comprado em lotes anteriormente, mas precisava inflar o preço para fazer a revenda e sair no lucro.

McAfee foi acusado de fazer a promoção fraudulenta ao lado de seu conselheiro e segurança, Jimmy Gale Watson Jr. A dupla teria faturado cerca de US$ 2 milhões com a movimentação, que rendeu dinheiro a partir de criptomoedas como a Reddcoin e a Dogecoin, sendo que o investimento poderia ser usado para lavagem de dinheiro.

Vida louca

Essa é só mais uma das sete acusações que McAfee terá que encarar nos tribunais. Ele foi preso pela última vez em outubro de 2020, acusado de sonegação fiscal.