Carros da Tesla não são usados para espionar a China, afirma Musk

1 min de leitura
Imagem de: Carros da Tesla não são usados para espionar a China, afirma Musk
Imagem: AlSadara News/Reprodução
Avatar do autor

Elon Musk, CEO da Tesla, negou que os carros da montadora sejam usados para espionar a China. Recentemente, o governo chinês teria proibido que veículos da marca entrassem em áreas militares preocupados com as câmeras de segurança dos modelos.

“Há um forte incentivo para que sejamos muito confidenciais com qualquer informação. Se a Tesla usasse carros para espionar na China ou em qualquer lugar, seríamos fechados”, disse Musk em painel do Fórum de Desenvolvimento da China no último sábado (20).

Musk comentou sobre o assunto no painel virtual do Fórum de Desenvolvimento da China no sábado (20).Musk comentou sobre o assunto no painel virtual do Fórum de Desenvolvimento da China no sábado (20).Fonte:  CNN/Reprodução 

A possível proibição dos veículos da Tesla acontece próximo de uma reunião entre os principais diplomatas chineses e americanos. Essa será a primeira interação pessoal desde que Joe Biden assumiu o cargo de Presidente dos Estados Unidos.

Durante o painel, Musk pediu maior confiança mútua entre as duas maiores economias do mundo. Então, o executivo comparou a recente polêmica com os esforços do governo Trump para banir a rede social TikTok.

“Os EUA queriam fechar o TikTok e, felizmente, isso não aconteceu. Muitas pessoas estavam preocupadas, mas penso que esse temor é desnecessário e devemos aprender com isso”, declarou o executivo.

Até o momento, o governo chinês não se pronunciou oficialmente sobre as possíveis restrições de veículos da Tesla em áreas militares. Bem como, a montadora não revelou uma estratégia para lidar com o “bloqueio”.

Visando o crescimento na China, Tesla construiu uma Gigafactory próxima à capital Xangai.Visando o crescimento na China, Tesla construiu uma Gigafactory próxima à capital Xangai.Fonte:  Bloomberg/Reprodução 

Disputado mercado de elétricos na China

A China é o maior mercado de automóveis do mundo e um importante campo de batalha para veículos elétricos. Um exemplo disso foram as 147.445 unidades vendidas pela Tesla em 2020 – equivalente a 30% das vendas globais da montadora.

Entretanto, a possível proibição da marca entre os militares chineses pode atrapalhar os planos de expansão no país. Isso inclui a construção da Gigafactory próxima da capital Xangai e desenvolvimento de modelos exclusivos para o mercado chinês.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Carros da Tesla não são usados para espionar a China, afirma Musk