Facebook revela ótimos resultados em 2020, mas vê 2021 'incerto'

1 min de leitura
Imagem de: Facebook revela ótimos resultados em 2020, mas vê 2021 'incerto'
Imagem: Facebook
Avatar do autor

O Facebook publicou na quarta-feira (27), em sua página de relacionamento com investidores, os ganhos do quarto trimestre de 2020, que revelaram que a companhia chegou ao final do ano da pandemia do coronavírus, bem mais forte do que no início. Apesar do resultado significativo, a empresa alertou que 2021 será um ano de incertezas, principalmente devido às mudanças de privacidade do iOS14 da Apple.

A empresa de Mark Zuckerberg reportou, no último trimestre do ano passado, receitas superiores a US$ 28 bilhões (R$ 152 bilhões) e um lucro de US$ 11,2 bilhões (R$ 61 bilhões), o que representa um incremento em relação ao ano anterior, de 31% e 53%, respectivamente.

Quanto ao uso, o Facebook se manteve em alta, com mais de 1,84 bilhão de pessoas usando a rede social pelo menos uma vez por dia, durante o mês de dezembro de 2020, um resultado 11% acima do verificado no ano anterior.

Ao incluir nas métricas a sua família, leia-se Messenger, Instagram e WhatsApp, os números são ainda mais impressionantes. Mais de 2,6 bilhões de pessoas acessam algum dos apps do Facebook todo dia (incremento de 15% em relação a 2019), e mais de 3,3 bilhões de pessoas fazem isso pelo menos uma vez por mês (aumento de 14%).

As incertezas de 2021

Fonte: Oficina da Net/ReproduçãoFonte: Oficina da Net/ReproduçãoFonte:  Oficina da Net 

Crítica contumaz das alterações introduzidas pela Apple em seu iOS14, a rede social afirma que a segmentação de anúncios da empresa será afetada pelas mudanças de privacidade que estão sendo introduzidas pela empresa de Cupertino.

O grande ponto da discórdia entre as duas big techs é alteração que exige a necessidade do consentimento explícito dos usuários de dispositivos com o sistema operacional da Apple, antes que qualquer aplicativo acione o recurso de rastreamento de anúncios.

Sobre o assunto, o CEO da Apple, Tim Cook, já havia se manifestado em dezembro afirmando que, com o iOS14, o Facebook poderá continuar rastreando usuários. "Apenas terá que pedir sua permissão antes", concluiu.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Facebook revela ótimos resultados em 2020, mas vê 2021 'incerto'