#SeExplicaAmazon: Twitter reclama de livro pedófilo no catálogo da Amazon

1 min de leitura
Imagem de: #SeExplicaAmazon: Twitter reclama de livro pedófilo no catálogo da Amazon
Imagem: https://unsplash.com/photos/xpb2wrtRQ7M
Avatar do autor

Nesta terça-feira (16), a hashtag SeExplicaAmazon se tornou tópico de relevância no Twitter. As publicações expõem o livro Anjos Proibidos, do fotógrafo Fábio Cabral, que contém imagens de menores de idade seminuas, incluindo crianças de até 10 anos.

Ao todo, são 26 fotografias catalogadas e publicadas em edição única, lançada em 1991, com tiragem de 500 exemplares. O livro apareceu na loja online da Amazon em uma versão em inglês (Forbidden Angels), que o autor, segundo o jornal Estadão, disse ser pirata.

Pesquisado no Google, o termo retorna um link da Amazon, mas, neste momento, a página está fora do ar.

Fonte: Google/Reprodução(Fonte: Google/Reprodução)Fonte: Google

De acordo com os jornais, aproximadamente metade dos exemplares foi apreendida pela polícia logo depois que o livro foi publicado, restando somente alguns, que são tratados como raridade. Na publicação do Estadão, em 2001, o livro custava US$ 60 (equivalente a R$ 306 na cotação atual) na Amazon.

Abaixo está a página em que a obra era oferecida no site, por R$ 9.900. Apesar de estar sendo vendido no marketplace, e não diretamente pela loja da companhia, a Amazon, a princípio, teria responsabilidade sobre o conteúdo oferecido na plataforma.

Fonte: Twitter/@aAndreaMenezes/Amazon/Reprodução(Fonte: Twitter/@aAndreaMenezes/Amazon/Reprodução)Fonte:  Twitter/@@aAndreaMenezes 

Para acessar a pesquisa pela hashtag SeExplicaAmazon, com as últimas publicações a respeito do tema, clique aqui.

Nós entramos em contato com a Amazon do Brasil, que informou ter tirado o item do ar, impedindo a sua venda.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
#SeExplicaAmazon: Twitter reclama de livro pedófilo no catálogo da Amazon