Imagem de: Apple compra startup desenvolvedora de veículos autônomos

Apple compra startup desenvolvedora de veículos autônomos

1 min de leitura
Avatar do autor

Especializada em transformar veículos já existentes em carros autônomos, que não demandam a presença de um condutor, a startup Drive.ai estava prestes a avisar que o último a sair apagasse a luz quando a Apple apareceu.

A startup já havia anunciado ao governo que encerraria o contrato de 90 trabalhadores — a maioria na Califórnia, embora a empresa tenha matriz no Texas, ambos nos Estados Unidos — e as demissões estavam prestes a acontecer. Agora, parece que não devem prosseguir, já que a gigante da tecnologia anunciou a aquisição da Drive.ai.

(Fonte: Drive.ai/Divulgação)

Não está clara ainda qual é a intenção da Apple com a compra, já que a própria havia demitido diversos profissionais de sua divisão de carros autônomos. No entanto, além de comprar a startup, ela contratou uma dúzia de engenheiros de hardware e software da própria Drive.ai antes de concluir a negociação.

A especulação do mercado não sugere necessariamente que a marca esteja planejando seguir o caminho que a startup estava trilhando, transformando carros convencionais em autônomos. O que a fusão provavelmente indica é uma intenção de utilizar a expertise da startup e de seus funcionários para incrementar sua pesquisa, algo que a Apple já vinha fazendo, contratando engenheiros e designers de concorrentes da Drive.ai.

(Fonte: Drive.ai/Divulgação)

Outras possibilidades

Outra possibilidade pode envolver a intenção da companhia de licenciar algum produto ou técnica desenvolvida pela Drive.ai para aplicar em uma linha própria de veículos autônomos no futuro.

O que a Apple não deve usar da startup, sem dúvida, é o design dos produtos. Dedicada a transformar o conceito de mobilidade, a Drive.ai ficou conhecida por usar recursos como inteligência artificial para criar soluções aplicáveis de transporte de fato e na realidade atual, mas também por circular pelo país com seus chamativos carros laranja cuja estética não dialoga em nada com a identidade da Maçã.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Apple compra startup desenvolvedora de veículos autônomos