Imagem de: Criptomoeda do Facebook mal saiu e já será investigada na Europa

Criptomoeda do Facebook mal saiu e já será investigada na Europa

1 min de leitura
Avatar do autor

O Facebook anunciou a criptomoeda Libra nesta terça-feira (18), e, além de comandar um projeto comercial ambicioso, a companhia já deve estar preparada para encarar as dores de cabeça que o serviço poderá gerar. Isso porque algumas autoridades da Europa já estão de olho em uma eventual regulamentação da plataforma.

De acordo com a Bloomberg, pelo menos dois executivos financeiros da França e da Alemanha encararam com pessimismo a criptomoeda e temem que a utilização dela tome proporções perigosas. Segundo o ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, a Libra não pode nem deve ser vista como substituta às notas normais ou virar "moeda soberana". Ele sugeriu que um grupo de bancos prepare um relatório a ser enviado para o Facebook, debatendo temas como privacidade e uso da criptomoeda para lavagem de dinheiro ou financiamento de atos terroristas.

Marcação cerrada

"Esse dinheiro vai permitir à companhia juntar ainda mais dados, o que só aumenta a nossa determinação em regular as gigantes da internet", afirmou o político. O Facebook já sofre muita pressão no continente, seja por escândalos mundiais como o da Cambridge Analytica, seja com a necessidade de montar esquemas para combater fake news em períodos eleitorais.

Já Markus Ferber, membro do Parlamento Europeu, afirmou que o Facebook agora poderá se tornar um "banco-sombra" e que reguladores deverão manter os olhos abertos e monitorar as atividades da Libra.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Criptomoeda do Facebook mal saiu e já será investigada na Europa