Em breve, a Netflix pode alcançar uma marca ‘estranha’, um campo novo para se lidar: ter todos os usuários norte-americanos possíveis com uma assinatura em seu serviço. Isso significa que, segundo a empresa de consultoria PwC, a Netflix poderá não ter mais números de “novos assinantes” em breve nos Estados Unidos.

No relatório Global Entertainment & Media Outlook, a PwC relata que a Netflix “está ficando próxima do pico de assinantes nos Estados Unidos. A vantagem inédita no streaming de vídeo que a Netflix capitalizou até hoje continua sendo corroída, à medida que a indústria começa a se fragmentar, com mais e mais empresas entrando no mercado, de pesos-pesados da TV paga a empresas especializadas de nicho”.

Amazon e HBO investem cada vez mais em seus conteúdos

Vale lembrar que a Disney lançará o serviço de streaming Disney+ em novembro deste ano e deve levar embora da Netflix grandes filmes e marcas — pode colocar no pacote o Star Wars, a Marcel e a próprio Disney. Além disso, o serviço vai custar apenas US$ 7. Outros serviços também entram nessa linha, como a Apple com a TV+ e a Warner Media. Já estabelecidas, Amazon e HBO investem cada vez mais em seus conteúdos.

Ou seja: a Netflix pode perder muitos usuários ainda em 2019. Perder usuários, segundo PwC, não significa apenas que assinantes cancelarão suas contas. Mas, também, são pessoas que preferem outros serviços do que a Netflix.

  • Atualmente, a Netflix conta com mais de 60 milhões de assinantes norte-americanos