A Tesla está, cada vez mais, buscando aumentar seu espaço no mercado e se firmar como uma montadora que oferece tecnologia de ponta; não foi por acaso que a companhia conseguiu produzir 7 mil carros elétricos em apenas 1 semana. Agora, Elon Musk, o CEO, informou que a montadora deve começar a liberar o código-fonte do software de segurança para carros da Tesla, permitindo que qualquer fabricante de automóveis o insira em suas próprias máquinas.

O anúncio foi feito em uma audiência com cerca de 100 pessoas na DEF CON 2018 — conferência anual sobre hackers que acontece em Las Vegas , onde Musk revelou que planeja abrir o código para proteger recursos de direção autônoma de hackers, permitindo que outros fabricantes o utilizem.

A iniciativa tem como objetivo promover a segurança dos futuros carros autônomos, como argumentou o CEO da Tesla e da SpaceX. Segundo Musk, tal movimento é destinado a mostrar que a Tesla está colocando as preocupações quanto à segurança acima das referentes à proteção da propriedade intelectual.

E se, porventura, os outros fabricantes adotassem a mesma abordagem, seria possível estabelecer um padrão não oficial para a segurança de carros conectados, levando em consideração que existem poucas estruturas comuns  técnicas ou legais  acerca da proteção de veículos em rede.

A decisão de Elon Musk foi confirmada por uma publicação em sua conta no Twitter, relembrando o que aconteceu na conferência privada do evento. “Grande Q&A @defcon ontem à noite. Obrigado por ajudar a tornar a Tesla & a SpaceX mais seguras! Planejando o software de segurança de veículo Tesla de código aberto para uso gratuito por outras fabricantes de automóveis. Extremamente importante para um futuro seguro e autônomo para todos”, escreveu.