Já fazem pelo menos dois anos desde que a Amazon começou a fazer testes de entregas com drones e a companhia continua desenvolvendo essa tecnologia. A mais recente novidade no projeto é uma patente para impedir que hackers ataquem os drones. O documento descreve uma ferramenta capaz de detectar e se recuperar de qualquer tentativa de tomada de controle por indivíduos mal-intencionados.

De acordo com a patente, os drones receberiam sinais da torre de controle em um intervalo constante de dois segundos. Caso houvesse uma interrupção nessa comunicação, o drone entraria automaticamente em modo de segurança, desativando completamente qualquer tipo de conexão externa.

Um desenho.

Após fazer isso, o drone iria utilizar suas câmeras para buscar locais seguros e tentar pousar na região mais próxima. A ideia é que permaneça no modo de segurança até que uma conexão direta com a Amazon seja reestabelecida.

Essa patente se junta a tantas outras que a empresa já fez para o seu projeto de entregas com drones. Uma delas descreve uma espécie de “colmeia” de drones, um prédio no formato cilíndrico que ficaria no centro de grandes cidades e de onde sairiam todos os drones com entregas para a região.

Como sempre, é importante lembrar que o fato de uma patente ter sido registrada não significa necessariamente que a tecnologia será criada e utilizada pela companhia. De qualquer maneira, ela dá uma amostra dos planos que a Amazon considera para o futuro.