De olho nas entregas do futuro – e que estão sendo testadas no presente –, a Amazon entrou com um registro de patente um tanto quanto incomum: uma torre cilíndrica recheada de drones, como se fosse uma colmeia, para que os dispositivos voadores entrem e saiam para realizar o transporte dos pacotes.

É claro que o nome não é tão simples quanto a explicação, já que o projeto da gigante varejista se chama “Multi-Level Fulfillment Center for Unmanned Aerial Vehicles”, ou “Centro Multi-Nível de Reabastecimento Para Veículos Aéreos Não-Tripulados”. A ideia é que a estrutura gigantesca fique localizada no centro das grandes cidades, com um verdadeiro enxame de drones entrando e saindo.

O abastecimento da colmeia do futuro seria feito por caminhões, que levariam os produtos para que os drones façam as entregas. A verticalização parece ser uma saída inteligente para um problema crescente de escassez de espaço para armazenamento e distribuição nas regiões centrais das grandes cidades.

É claro que isso não significa que a ideia vá sair do papel, mas não dá para negar que a solução está bastante alinhada com o desejo da Amazon em utilizar drones para entregas no futuro e, de quebra, resolver um baita problema logístico, tanto em relação ao alcance dos dispositivos quanto na parte de custos.