Em parceria com a empresa ATLAS Space Operations, a NASA pretende melhorar e acelerar o envio de dados de espaçonaves ao planeta Terra. Quando o assunto é transmitir dados de volta a nós, meros terráqueos, as naves espaciais geralmente não têm muita flexibilidade e precisam ficar no alcance de uma estação dedicada aqui na superfície ou simplesmente voltar ao planeta. No entanto, isso pode mudar para melhor, e muito.

Conhecido como ATLAS Links, esse sistema móvel com quatro antenas pretende deixar todo o esquema de comunicações espaciais muito mais portátil e maleável. A nova "parafernália" é relativamente leve: cada antena tem cerca de 4,5 kg de massa. Além disso, a estrutura pode ser montada em minutos, facilitando o trabalho de pesquisadores que precisam coletar achados científicos ou realizar checagens de status, dentre outras atividades.

O ATLAS Links só precisa de uma fonte de energia e acesso à internet. Um aspecto interessante é que ele é capaz de lidar com múltiplas espaçonaves de uma vez. Com isso, aqueles famosos conglomerados de pequenos satélites acabariam tendo um acesso muito mais direto e prático a diversos pacotes de dados.

Espaõ

Por ora, o novo sistema ainda está em fase de testes, mas é possível que ocorram missões "furtivas" nas quais as antenas vão operar junto com as estações atuais, conectadas à Near Earth Network — rede da NASA que conecta a Terra a dados científicos e provê telemetria, rastreamento, dados e serviços de comunicação em geral.

Se tudo correr bem, o novo conjunto de antenas será capaz de auxiliar espaçonaves dinamicamente e até mesmo atuar como sistema de backups, caso algum problema mais grave aconteça dentro das estações fixas. Tripulações não terão que passar por longos períodos de espera até saber se uma nave coletou os dados de que eles precisam, por exemplo.