Um marco arquitetônico repleto de inovações, cercado de segredos e erguido à base de um investimento colossal: bem-vindo ao Apple Park, o novo campus sede da Apple em Cupertino, Califórnia. O empreendimento impressiona, e não só pelos números que ostenta. Projetado para ser o local de trabalho de mais de 10 mil funcionários e orçado em nada menos do que 5 bilhões de dólares (algo em torno de 16 bilhões de reais), o prédio está envolto em mistério.

Segundo Tim Cook, CEO da Apple, o motivo do suspense é simples: há muita informação confidencial por aquelas bandas, ou seja, infelizmente, quem não tem um crachá da empresa da Maçã pendurado no peito não passa nem da porta de vidro da recepção. A medida, que pode parecer antipática, é estratégica: preserva as informações internas e gera toda uma repercussão sobre o que acontece dentro do prédio, que, graças à arquitetura neofuturista, mais parece uma nave espacial.

1

Questionado sobre a possibilidade de um tour pelo empreendimento durante um evento que reuniu os acionistas da empresa nesta semana, Tim Cook brincou: “Manter a confidencialidade do que existe aqui dentro é basicamente uma condição para a minha sobrevivência, hoje. Eu te mando uma foto!”.

E por falar em foto...

Nas últimas semanas, fotos feitas no interior do prédio, postadas no Instagram por funcionários da Apple, começaram a desaparecer da rede. A suspeita é de que se trata de uma orientação da empresa. O pouco que ainda resta no ar, porém, ajuda a ter uma ideia da imponente arquitetura do lugar.

2

Próximo ao campus da Apple, um centro de visitantes

Apesar de o acesso ao campus sede ser restrito a funcionários, basta atravessar a rua para visitar um espaço preparado pela Apple para os fãs e entusiastas da empresa. Misto de Apple Store, café e “santuário” da marca, o Centro de Visitantes do Apple Park oferece atividades interativas e produtos exclusivos, que não podem ser encontrados em nenhuma outra Apple Store do mundo.

3

Além de terem acesso a iPads que permitem interagir com uma maquete do prédio futurista por meio da tecnologia de realidade aumentada, os visitantes podem adquirir itens como camisas, cartões-postais e até roupas de bebê com a marca do Apple Park. Por fim, ainda é possível visitar o terraço do centro, que, segundo Cook, tem uma vista deslumbrante da “nave espacial” vizinha.

Por enquanto, o Centro de Visitantes é o mais próximo que se pode chegar da experiência do Apple Park. A menos que você descole um crachá da empresa, é claro.

Cupons de desconto TecMundo: