De acordo com fontes ligadas à cadeia de fornecedores da Apple consultadas pelo DigiTimes, os componentes do iPhone X estariam sendo produzidos dentro do prazo, mesmo aqueles mais complicados, tais como o sensor 3D do Face ID. Além disso, o primeiro lote de smartphones montados já teria saído da fábrica da Foxconn em Zhengzhou, na China, indicando que a Apple deve sim conseguir cumprir seu prazo de lançamento comercial marcado para novembro.

O DigiTimes afirma ainda que, com isso, a Maçã deve conseguir alcançar sua meta de smartphones produzidos e disponíveis para as compras de Natal e de Ano Novo pelo menos nos EUA. Contudo, ainda não se sabe se a demanda pelo iPhone X será maior do que esperada pela empresa, uma vez que o iPhone 8 tem registrado vendas relativamente decepcionantes, segundo estimativas de mercado. É possível ainda que a demanda para o primeiro trimestre de 2018 seja maior que a capacidade da marca de produzir os aparelhos.

A produção de chips para o novo iPhone X nunca esteve atrasada

As fontes do DigiTimes ainda comentaram que a produção de chips para o novo iPhone X nunca esteve atrasada, contrariando o que foi reportado antes do lançamento do celular e especulado por analistas de mercado.

Segundo a Apple informou durante o evento de lançamento dos novos iPhones, a pré-venda do iPhone X começa no dia 27 deste mês, e as entregas ficam para o dia 03 de novembro, mesma data que as pessoas poderão comprar o aparelho diretamente nas lojas da empresa em alguns países pelo mundo. Nos EUA, o iPhone X mais básico custará US$ 999, o equivalente a US$ 3,1 mil na cotação de hoje desconsiderando impostos.

Cupons de desconto TecMundo: