Quando iniciou suas operações, em 1999, a Amazon não era nem de longe o monstro que se tornou ao longo dos anos. Na verdade, tudo começou como um mero e-commerce de livros – e apenas isso. Naquela época, o conceito de loja online também era bastante recente e ainda não tinha nem uma fração da popularidade de hoje.

Agora, quase duas décadas depois, a Amazon é um império construído por um dos homens mais ricos do mundo, Jeff Bezos. Ela não apenas deu esse status ao seu fundador, como também se tornou a quarta empresa mais valiosa do planeta (#money).

Como se isso já não fosse o bastante, a companhia anunciou recentemente que está com planos de ampliar a sua presença nos EUA, construindo uma segunda sede (novinha em folha) em alguma cidade do país. A brincadeira vai custar US$ 5 bilhões aos cofres da empresa, mas deve servir para abrigar cerca de 50 mil novos colaboradores.

Opa, ainda ficou na dúvida quanto à grandiosidade da companhia? Sem problemas, camarada. Afinal, o pessoal do portal Business Insider separou uma lista com os 7 fatos que irão te mostrar o tamanho surreal da Amazon – e o que significa seu sucesso no mundo corporativo.

1. De todas as pessoas aptas a trabalhar em Seattle, 7,5% são funcionárias da Amazon

Só isso. Quer dizer, gente meio que poderia parar por aí, né? Até porque... bem, o título já é bastante autoexplicativo. Mas, ok, não custa nada dizer que esse número é o equivalente a nada menos que 40 mil pessoas. No mundo todo, o montante sobe para 300 mil profissionais.

2. A Amazon responde por 43% de todas as vendas online nos EUA

Quase metade do que é comprado pela internet no país é adquirido via Amazon. A empresa, que antes era só um tipo de livraria virtual, hoje é um site de compras que faz jus à frase “A Loja de Tudo”. De acessórios, roupas e panelas a sapatos, smartphones e água: qualquer coisa que você imaginar, a Amazon tem.

3. 1 em cada 4 adultos americanos é assinante da Amazon Prime

Isso equivale a aproximadamente 63 milhões de pessoas – sim, 25% de toda a população adulta dos EUA. O número já é bastante respeitável por si só, mas pode ser ainda maior. Isso porque nele não estão englobados usuários que vivem em uma mesma casa ou que compartilham uma mesma conta.

4. A Amazon entrega 1,6 milhão de pacotes diariamente

Isso é o equivalente a 608 milhões de pacotes apenas em 2013 – o último ano em que esses dados foram contabilizados e disponibilizados publicamente. Só para complementar, vale dizer que, em 2015, a Amazon estimou que seus centros de atendimento estavam bem próximos das pessoas. No estudo, foi revelado que cerca de 31% da população dos EUA se encontrava a 32 quilômetros de distância de algum armazém da empresa, enquanto outros 50 a 65% estava a uma distância boa o suficiente para receber suas encomendas no mesmo dia.

galpão estoque armazém caixas

5. Caixas em escala continental

Se você considerar que cada entrega precisa de uma caixa para proteger os itens (isso sem contar os envelopes) e colocar cada um desses pacotes um ao lado do outro, isso seria o equivalente a cerca de 68,37 quilômetros quadrados de papelão. Para efeitos de comparação, a área total do estado da Virgínia Ocidental (ou West Virginia, se você preferir) tem 62,15 quilômetros quadrados.

Isso quer dizer que dá para cobrir essa região com o material e ainda sobrar um pouco de suprimentos para fazer algumas entregas extras. Fora isso, considerando a velocidade das remessas da Amazon, a empresa iria precisar de apenas cinco meses (!) para poder cobrir todos os EUA com papelão (!!).

6. Contagem: 45 mil

Esse é o número de robôs que percorrem os pisos dos armazéns da Amazon diariamente. Eles são usados especificamente para garantir que as entregas sejam feitas dentro do tempo, tirando os pacotes de suas prateleiras e levando tudo para funcionários humanos. Essas máquinas circulam dentro de 20 centros de atendimento nos EUA e só chegaram a esse montante surreal por conta de um investimento feito pela Amazon em 2016 – quando a frota de robôs simplesmente dobrou de tamanho.

7. Ela é realmente grande

A avaliação de mercado de US$ 356 bilhões da Amazon é tão grande que, em uma contagem rápida, ela já supera o valor de marcas como Wal-Mart, Target, Best Buy, Macy's, Kohl's, JCPenney e Sears juntas. Ou seja, a empresa sozinha vale mais que todos os grandes varejistas dos EUA. Quem pode, pode, hein?

Se levarmos em consideração a recente aquisição bilionária da Whole Foods – a gigante dos alimentos no país –, não há qualquer sinal de que o crescimento da companhia de Bezos irá desacelerar no futuro próximo. E aí, deu para se inspirar no sucesso da Amazon?

Cupons de desconto TecMundo: