A MediaTek, uma das maiores fabricantes de semicondutores do mundo, está marcando forte presença durante a Eletrolarshow 2015, feira de eletrônicos que ocorre em São Paulo capital até a próxima quinta-feira (23). Em seu estande, a companhia demonstra algumas de suas soluções e expõe aparelhos tops de linha equipados com seu processador octa core.

Porém, o que mais chamou atenção entre os gadgets que a marca trouxe para o evento foi um tênis infantil inteligente que já está à venda no mercado chinês. O produto possui GPS e foi desenvolvido pela 361 Degrees (marca de calçados esportivos que, inclusive, vende alguns de seus modelos aqui no Brasil) em parceria com a Baidu. Sim, com a Baidu.

O vestível foi projetado a partir de um chipset para Internet das Coisas da MediaTek e visa atuar como um dispositivo de segurança para os pais: você consegue rastrear todos os passos do seu filho através de um aplicativo dedicado. O serviço de geolocalização, o Hawkeye, foi “emprestado” pelo Baidu Maps. A recarga do tênis inteligente é feita por indução magnética (sem fio) através de uma base que acompanha o produto.

IoT: um mercado que ainda está crescendo no Brasil

Mas é pouco provável que o tal calçado chegue ao Brasil – lá fora, ele custa 299 yuans (equivalente a US$ 48 ou R$ 150). O conceito de Internet das Coisas ainda está engatinhando no Brasil, e a MediaTek sabe muito bem disso. Tanto que as demonstrações em seu estande na Eletrolarshow eram bastante discretas: além do tênis, vimos também uma smartband chinesa e um recipiente inteligente que ajuda o usuário a fazer vinho.

Sergio Abramoff, que comanda as operações da marca na América Latina, afirma que a empresa ainda está um pouco receosa de entrar nesse segmento aqui no país – de acordo com ele, é preciso desenvolver uma infraestrutura nova para atender uma quantidade maior de clientes (que possuem necessidades e demandas específicas). Por isso, no momento, a companhia planeja continuar se focando em tablets e smartphones.

MediaTek também é high end

E falando nos celulares inteligentes, vale observar que o objetivo da MediaTek no atual momento é eliminar sua fama de “processador para dispositivos baratos”, ressaltando a existência de telefones high end no portfólio de seus principais clientes. Entre eles, podemos citar o Sony Xperia C4 e o Positivo Octa X800, que possuem SoCs octa core e já podem ser encontrados no Brasil.

“Os nossos chipsets foram muito usados em aparelhos de entrada e a marca eventualmente fica com cara de componentes de entrada. Queremos mostrar que a MediaTek também possui soluções para gadgets top de linha que batem de frente com, por exemplo, um iPhone 6”, comenta Abramoff. A marca se prepara ainda para estrear no mercado sua linha Helio X20, cujos processadores possuem nada menos do que dez núcleos.

Queremos mostrar que a MediaTek também possui soluções para gadgets top de linha que batem de frente com, por exemplo, um iPhone 6.

Indo além, Abramoff ressalta que as soluções da MediaTek vão muito além de simples poder de processamento. Como exemplo, o executivo nos mostrou um aplicativo desenvolvido pela marca e programado somente para funcionar em aparelhos que possuem chipset da companhia, capaz de medir sua frequência cardíaca usando apenas a câmera frontal do dispositivo móvel.

“A cor do seu rosto, mais pálido ou avermelhado, é o suficiente para que o aplicativo faça uma estimativa da sua taxa cardíaca”, explica. Testamos o software e ele funcionou com uma precisão razoável, mas o programa não será distribuído como um app qualquer: ele será apenas distribuído nativamente em smartphones de parceiros, se assim eles desejarem.

Qual você prefere: MediaTek ou Qualcomm? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: