A LG acaba de lançar o smartphone L70 no mercado brasileiro. Ele chega às lojas de todo o país pelo preço sugerido de R$ 699 — sendo que há como encontrar o dispositivo com preços menores em algumas lojas virtuais — e pretende competir com aparelhos que estão nas prateleiras, como o Motorola Moto E e o Sony Xperia E1. Mas será que vale a pena investir no smartphone dual-chip da LG?

Nós analisamos todos os aspectos do aparelho para trazer as principais impressões sobre ele para você. Se você está em dúvida quanto a comprar ou não o LG L70, leia nosso artigo e utilize-o como um ponto de apoio na hora de decidir. Vale lembrar que as análises podem variar de acordo com cada usuário e que a intenção do TecMundo não é a de criar uma verdade absoluta, mas sim de mostrar opiniões baseadas em experimentações aprofundadas.

Design

Basta segurar o aparelho para perceber que ele possui uma grande vantagem: a leveza. Com apenas 126 gramas, é bem confortável segurá-lo e o tamanho da tela também ajuda nisso, pois são 4,5 polegadas bem distribuídas. Dessa forma, a maioria dos consumidores deve conseguir utilizar o gadget com apenas uma das mãos de uma maneira bem simples.

Quanto ao aspecto visual também temos elogios. Os botões físicos do aparelho são bem distribuídos e de fácil acesso, assim como os capacitivos, que ficam logo abaixo da tela. As bordas do aparelho são bem mais evidentes do que a dos modelos top de linha mais recentes, mas isso não atrapalha na utilização do aparelho — mesmo na reprodução de vídeos.

Um aspecto que pode ser criticado no design de construção do LG L70 está na parte traseira dele. Mesmo sendo bem bonita, é preciso dizer que alguns usuários podem notar que ela parece lisa e escorregadia. Este pode ser um problema para quem precisa de maior sensação de segurança na hora de utilizar o dispositivo.

Tela

A resolução da tela do LG L70 é de apenas 480x800 pixels — similar à de outros smartphones de entrada. Isso significa que jogos e vídeos não podem ser reproduzidos em alta definição pelo aparelho, mas é preciso ir um pouco além. Mesmo nas funções principais do sistema operacional é possível perceber os pixels na tela, que acaba mostrando imagens bem serrilhadas em diversos momentos.

Não existem ressalvas quanto ao tempo de resposta dela, mas a baixa densidade de pixels pode fazer bastante diferença. Vale relembrar que estamos falando de um dispositivo de baixo custo e que não concorre diretamente com aparelhos top de linha, mas mesmo assim é necessário dizer que a tela dele poderia ser de melhor qualidade.

Desempenho

Abaixo da carcaça do LG L70 está o processador Snapdragon 200 Cortex-A7 dual-core de 1,2 GHz, e o acelerador gráfico é o Adreno 302. Esse conjunto é o mesmo presente no Motorola Moto E e os resultados também foram bem similares — como você poderá ver mais à frente na análise dos benchmarks que realizamos durante os testes..

Isso vale para os vídeos, jogos, redes sociais e até mesmo para a navegação na internet. Todos os apps testados foram executados de uma maneira bem fluida e condizente com o que se espera de um smartphone de entrada — sempre levando esse segmento em consideração antes de colocarmos nossas impressões neste artigo.

O único problema fica por conta da capacidade de armazenamento. São apenas 1,2 GB disponíveis para os consumidores, e isso impede a instalação de muitos apps e salvamento de arquivos. Recomendamos a utilização de cartões de memória externa para ampliar essas capacidades, mas isso deve ser somado ao preço do aparelho na hora de escolher um novo celular.

Mesmo com os cartões de memória externa, é preciso levar em consideração um problema relacionado ao Android. O sistema operacional não permite a instalação direta de apps nos cartões. Por esse motivo, eles podem ser usados apenas para o salvamento de arquivos e músicas, por exemplo. Os softwares alocados no cartão micro SD também precisam ser antes instalados no próprio sistema.

Interface e aplicativos-padrão

Além dos apps padrão do Android, o LG L70 também é vendido com softwares do pacote LG — que fazem parte da interface modificada que as fabricantes são obrigadas a adicionar no Android. Para os aplicativos de mensagens, ligações e arquivos não há qualquer reclamação, pois todos eles funcionam com bastante qualidade.

O mesmo se aplica a todos os outros apps mais segmentados, como calendários, notas e alarmes, mas existe um problema bem evidente em alguns deles. Alguns desses apps (como o “Tarefas”) não funcionam com as contas Google que você utiliza para acessar a Play Store, sendo necessário o acesso pelas contas Microsoft Exchange.

Quanto à interface LG UI 3.0, não cabe nenhuma reclamação. Ela funciona de uma maneira bem leve e isso se estende também aos widgets que podem ser instalados. O recurso QuickMemo é um dos destaques do sistema, pois permite rápidas anotações e até mesmo interações dinâmicas com capturas de tela.

 Recursos adicionais

Como a maioria dos aparelhos de entrada, o LG L70 surge no mercado brasileiro com suporte para dois chips — o que garante que os usuários podem contratar planos de duas operadoras para ele sem qualquer problema. Ele também traz rádio FM para quem não quiser ficar limitado aos arquivos MP3 e ainda conta com conexão 3G para os amantes de streaming.

Mas, ao contrário de outros smartphones, como o Moto E e o LG L70TV, a TV digital integrada ficou de fora desse modelo — mesmo custando um pouco mais do que os dois dispositivos que acabamos de citar. Voltando aos recursos encontrados nele, temos o “Modo Convidado” — que garante bastante segurança e privacidade para os donos do aparelho — e o KnockCode — que permite a ativação da tela com dois toques rápidos nela.

Câmera

O LG L70 traz uma câmera de 8 megapixels, mas é preciso lembrar que resolução não é tudo em fotografia digital. A velocidade na captura não é das mais rápidas, e isso acaba gerando alguns ruídos nas imagens capturadas — criando algo parecido com as granulações que podem ser vistas em registros analógicos.

Comparado a outros modelos de entrada disponíveis no mercado, o sensor do L70 é bom, mas em alguns casos fica impossível gerar imagens sem ruídos. Mesmo com essas críticas, vale dizer que os resultados são superiores aos obtidos com o Moto E, principal competidor do aparelho da LG.

Para as filmagens os resultados são medianos. As imagens podem ser interessantes se o aparelho estiver completamente estático, mas a falta de um recurso de estabilização resulta em vídeos bastante tremidos na maior parte dos casos. Mesmo assim, não podemos dizer que os mecanismos de filmagem interfiram negativamente na qualidade do LG L70.

Bateria

A bateria do LG L70 é bem satisfatória para a maior parte das funcionalidades. Testamos o aparelho navegando na internet, jogando games casuais e também utilizando a câmera integrada a ele. Os gastos foram bem similares ao dos outros aparelhos presentes no mercado e a tela de apenas 4,5 polegadas faz com que os 2.040 mAh da bateria sejam suficientes.

É claro que, se você utiliza internet com frequência e também utiliza o aparelho para jogar, serão necessárias recargas diárias, mas vale lembrar que isso acontece com qualquer smartphone.

Análise de benchmarks

Fizemos testes com apps especiais de benchmarks para analisarmos o desempenho do LG L70. No primeiro deles utilizamos o GFX Benchmark para comparar os resultados do aparelho com os conseguidos com o LG G2 Mini, com o Sony Xperia E1 e com o Motorola Moto E. O aparelho L70 foi superior aos concorrentes e conseguiu rodar cerca de 1 fps a mais do que o Moto E — ficando atrás apenas do G2 Mini.

Já no AnTuTu ocorreu praticamente um empate técnico entre os três modelos de entrada mencionados, pois as pontuações foram bem similares. O mesmo se aplica aos testes realizados no 3DMark, que também apresentou similaridades nos desempenhos dos três dispositivos.

Vale a pena?

Com hardware de qualidade e boas funcionalidades, o LG L70 pode sim ser uma boa opção para quem procura um aparelho de entrada. Podemos dizer ainda que a fabricante acertou na criação do aparelho, mas é preciso dizer também que o preço sugerido de R$ 699 pode ser salgado. Por R$ 100 a menos é possível encontrar aparelhos com hardware similar e ainda com TV integrada, como o Moto E e até mesmo o L50 TV, da mesma LG.

Cupons de desconto TecMundo: