A Microsoft tem chamado muita atenção com seus últimos lançamentos — Surface Pro 4 e Surface Book —, mas parece que nem todo mundo está feliz com as novidades da empresa. A Lenovo, por exemplo, enxerga a Microsoft como concorrente e se recusou a vender os produtos da linha Surface em suas prateleiras virtuais e físicas.

O COO da Lenovo, Gianfranco Lanci, disse ao The Register, que enxerga a Microsoft como parceira até certo ponto, mas a relação acaba aí. “Eles me perguntaram [se poderíamos vender os Surfaces] há mais de um ano, e eu disse não. Eu não vejo nenhuma razão pela qual deveríamos vender produtos de uma concorrente em nossas lojas”, afirmou Lanci.

Dell e HP, por outro lado, estão apoiam  completamente a Microsoft e já estão vendendo os produtos de hardware da sua parceira em software. Não se sabe exatamente o que elas estão ganhando em troca, uma vez que o Windows não é um software gratuito.

União contra a crise 

Apesar disso, Dell, HP, Lenovo, Intel e Microsoft se uniram para uma campanha publicitária conjunta nos EUA (PC does what?), onde eles demonstram novidades interessantes que os PCs de hoje possuem em comparação com computadores antigos.

Fora isso, a Microsoft iniciou uma ação global, inclusive no Brasil, para recolher computadores antigos de usuários que comprarem novos produtos com Windows. A empresa dá até R$ 600 em troca de computadores usados dependendo da situação. Saiba mais aqui.

Cupons de desconto TecMundo: