Alguns apps parecem surgir com um certo tom de ironia a até remetem a Nelson, o personagem que ri da cara de todo mundo em Simpsons. Afinal de contas, convenhamos: enquanto todos nós poderíamos estar lendo um livro, vendo um filme ou fazendo qualquer outra atividade “não geek”, estamos ali, torrando o tempo no smartphone, no WhatsApp, no Viber, Facebook ou em qualquer outro aplicativo que pouco agrega a nosso conhecimento. O aplicativo Moment (“Momento”, em tradução livre) chegou para monitorar a sua ociosidade no iPhone.

E onde entra o Nelson nessa história? Simples: ao constatarmos quanto tempo gastamos num aparelho como o iPhone e rirmos de nós mesmos. Criado pelo desenvolvedor Kevin Kolesh, o aplicativo mostra quanto tempo o usuário dedica ao seu fiel iPhone diariamente, permitindo que ele monitore o “grau de dependência” do smartphone da Apple.

A ideia, de acordo com o próprio desenvolvedor, surgiu depois que ele percebeu que não conseguia tirar as mãos do aparelho quando estava na companhia da noiva (que certamente deve ter reclamado). “Parece que deixamos de fazer coisas divertidas e produtivas e escolhemos o caminho que dá menos fadiga. Num rápido experimento, perguntei às pessoas quanto tempo mais ou menos elas gastavam diariamente no iPhone, e todas erravam, chutavam baixo. (...) Meu objetivo com Moment é permitir que as pessoas estejam cientes de quantos minutos gastam por dia com o aparelho”, explicou o desenvolvedor ao Tech Crunch.

O app roda em segundo plano e contabiliza cada segundo que você gasta mexendo em qualquer coisa no aparelho. É possível estabelecer limites e agendar o serviço para que ele avise a hora de se afastar do aparelho. Kolesh disse que, com sua criação, diminuiu em 35 minutos o tempo diário de utilização do iPhone. Economia expressiva de tempo, não? Clique aqui para ser redirecionado à página do aplicativo no iTunes.

E aproveite também para refletir. Quanto tempo gastamos nos WhatsApps e Vibers da vida? Em chats pouco úteis? No Facebook? O tempo livre é uma dádiva, e pouco aproveitamos esse período – inclusive quando estamos com amigos. Parece que os smartphones nos tornaram antissociais “pessoalmente”. Vejam o vídeo abaixo e reflitam sobre isso:

Cupons de desconto TecMundo: