"Inovação" e Apple sempre foram duas palavras que caminharam lado a lado. A empresa da Maçã, criadora do iPhone, se notabilizou por estar sempre um passo à frente dos seus concorrentes, trazendo tecnologias criativas e ditando a regra do mercado para alguns produtos.

Essa imagem, entretanto, aos poucos foi se desfazendo. Empresas como a Samsung investiram pesado no segmento, conquistaram uma fatia de mercado considerável e hoje, de certa forma, passaram a ditar as tendências do que veremos nos smartphones da próxima geração.

Assim, a pressão por novidades no novo iPhone era grande, talvez a maior já enfrentada pela empresa. Será que a Apple conseguiu se superar e fazer do iPhone 5S um produto capaz de se transformar no “smartphone a ser batido”? O resultado você confere agora na nossa análise.


Testes de desempenho

Pode parecer estranho, mas é complicado colocar lado a lado aparelhos com sistemas operacionais diferentes quando o assunto é comparação de benchmarks. Em nossos testes, utilizamos os aplicativos Basemark X e GFX Benchmark 2.7.2, que possuem metodologias parecidas de análise mesmo entre Android e iOS.

Por se tratar de um software otimizado para o hardware que possui, o iPhone 5S levou uma certa vantagem sobre os seus concorrentes, alcançando mais fps do que os seus concorrentes diretos em três dos quatro testes a que foi submetido. O LG G2 e o Moto X também foram destaques, alcançando números similares.

Quanto maior o número, melhor o desempenho. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Quanto maior o número, melhor o desempenho. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Quanto maior o número, melhor o desempenho. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Quanto maior o número, melhor o desempenho. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Teste não pôde ser considerado em razão da grande disparidade entre os aparelhos. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)Quanto maior o número, melhor o desempenho. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Já no caso do Basemark X, optamos por não considerar os números do teste, que você confere nos últimos dois gráficos acima. No primeiro deles, o iPhone 5S disparou na frente dos seus concorrentes, algo que não se justifica em razão da similaridade entre os aparelhos. Já no segundo foi a vez do Galaxy S4 ter um desempenho abaixo do esperado.

Na prática, sabemos que não há essa diferença, nem para mais e nem para menos, de forma que exibimos os resultados, mas afirmando que eles não são válidos até que seja possível identificar qual foi a razão que levou a essa disparidade numérica tão grande.

Aprovado

Exatamente o mesmo design, mas com novas cores

Para quem esperava mudanças radicais no design pode ter ficado uma sensação de decepção. O design do iPhone 5S é exatamente o mesmo do iPhone 5: o peso permanece igual, assim como as medidas de altura, largura e espessura. As únicas novidades ficam por conta das cores: além da cor branca e da cor preta, que ganharam novas texturas, há agora um modelo na cor dourada.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Assim como na versão anterior, o acabamento aperfeiçoado com pequenos contornos nas laterais mantém o aparelho um pouco mais resistente a quedas. A opção da Apple em manter o mesmo design é conservadora e faz com que o foco recaia sobre o novo hardware. Em termos de aparência, a única novidade fica por conta do botão Home.

A tela não sofreu nenhum tipo de alteração: você terá acesso às mesmas 4 polegadas, com resolução de 1136x640 pixels e densidade de 326 ppi.

Botão Home com sensor de digitais

Essa pode ser considerada a grande novidade do iPhone 5S. O antigo botão Home deu lugar a outro do mesmo tamanho, mas com um sensor de digitais integrado. Isso permite que o usuário possa cadastrar a sua digital para desbloquear o aparelho, tornando-o mais seguro.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O recurso não exclui a tradicional senha numérica, o que reforça essa segurança. Em nossos testes não conseguimos desbloquear o aparelho utilizando outros meios pouco convencionais, conforme mostram algumas notícias que publicamos desde o lançamento do produto (sim, tentamos desbloquear ele com o mamilo), numa prova que se tratam de exceções.

Hardware e desempenho melhores

Aqui também há novidades. O processador ganhou atualização e agora o iPhone conta com um Apple A7 de 64 bit. Da mesma forma, a GPU também traz novidades, passando de triple-core para quad-core (o modelo é o PowerVR G6430). As novas características resultam em um aparelho consideravelmente mais rápido.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Em nossos testes, o desempenho se manteve sem travamentos em todas as aplicações executadas e é possível notar diferenças na velocidade de execução se compararmos o aparelho com o seu antecessor. Já em termos gráficos a mudança é menos nítida, mas há melhorias singelas, em especial nas sombras e na modelagem gráfica em alguns apps.

Câmera lenta e flash dual-LED

Os sensores de câmera do iPhone 5S têm 1,5 micron a mais por pixel do que os do iPhone 5 e a câmera traseira do aparelho mantém os mesmos 8 megapixels de resolução. De novidade mesmo há o flash dual-LED (True Tone), que permite uma melhor iluminação em fotos tiradas em ambientes cuja iluminação é menor.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Entretanto, o recurso mais simpático e que chama a atenção é a possibilidade de fazer vídeos em câmera lenta (120 fps). A utilização é simples e o resultado final é satisfatório. Vale lembrar que essa novidade não é inédita em smartphones, pois o Samsung Galaxy S4 já conta com o mesmo recurso, mas é a primeira vez que ela está presente nos aparelhos da Apple.

A maior prova de que a o desempenho da câmera do iPhone 5S é satisfatório, mesmo com ela tendo menos megapixels do que alguns dos seus concorrentes pode ser conferida no comparativo de fotos abaixo. A foto principal foi capturada com o iPhone 5S em nossa mesa de iluminação especial para testes comparativos.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Já as fotos seguintes mostram partes dessa foto principal, capturadas por alguns dos principais smartphones do mercado. Nesse comparativo utilizamos os modelos iPhone 5, Samsung Galaxy S4, HTC One, Nokia Lumia 1020 e LG G2. Confira como foi o desempenho de cada um deles.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo) (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Bateria continua eficiente

A bateria do iPhone 5S também ganhou um upgrade: ela conta agora com 1.560 mAh, contra os 1.440 mAh do modelo anterior. O mérito aqui fica por conta da otimização entre hardware e software, afinal estamos falando de um aparelho que manteve o mesmo peso e as mesmas dimensões, mas ganhou melhorias nesse quesito.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Na prática, o desempenho permanece sendo o mesmo. Ë possível usar o celular o dia todo, de forma moderada, e chegar ao final do dia com a carga entre 20% e 30%. Em uso mais acentuado, pouco mais de sete horas são suficientes para drenar toda a carga. Se levarmos em consideração que o iOS 7 consome um pouco mais em razão de alguns efeitos gráficos, no final das contas temos uma bateria sem muitas novidades, mas ainda assim eficiente.

Reprovado

Tem iPhone 5? A atualização é desnecessária

A Apple tem como padrão lançar grandes atualizações apenas a cada dois anos. Nos anos intermediários, caso de 2013 com a versão 5S, as atualizações são mais sutis e basicamente se resumem a atualização de hardware. Mais uma vez não foi diferente com o novo iPhone. Contudo, tendo o SO renovado como principal diferencial, o aparelho se manteve praticamente o mesmo.

iPhone 5S (ao fundo) e iPhone 5: poucas diferenças no visual. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

As diferenças em relação ao iPhone 5 não são suficientes para cativar quem já possui um iPhone 5. Com relação às demais versões, aí sim, vale a pena considerar a troca. Contudo, não deixa de ser um pouco frustrante para quem esperava algo mais da Apple se deparar com um aparelho tão parecido com outro lançado há um ano.

“Killer feature”, cadê você?

A grande novidade do iPhone 5S é o botão Home com sensor que permite a leitura de digitais. Se em termos de segurança não há como negar que a funcionalidade é bem-vinda e um grande diferencial em relação aos concorrentes, por outro lado parece notório que somente ela não é suficiente para ser considerada uma “killer feature” para convencer o consumidor a comprar o produto - ou trocar o iPhone 5 por um modelo mais recente.

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Outras empresas, como Samsung e LG, apostaram em sensores como diferenciais. A Nokia investiu pesado em recursos de câmera. Diversas outras viram no carregamento wireless uma boa alternativa para apresentar um diferencial para consumidor. A expectativa do consumidor da Apple era grande para esse aparelho e embora ele continue sendo uma das melhores opções do mercado, e inegável a sensação de que ele poderia ser ainda melhor.

Vale a pena?

Em nossos testes, o iPhone mais uma vez se mostrou um aparelho extremamente desejável. As atualizações de hardware e software foram bastante eficientes, fazendo com que mesmo com um hardware tecnicamente inferior a de muitos dos seus concorrentes o iPhone 5S se comportasse praticamente de igual para igual.

Disponível nos Estados Unidos pelos mesmos preços do seu antecessor (entre US$ 199 e US$ 399, vinculado a um plano de dois anos com a operadora, e entre US$ 649 e US$ 849 desbloqueado), o modelo ainda não tem previsão de lançamento no Brasil, mas é provável que ele desembarque por aqui ainda em 2013 e pelo mesmo preço do iPhone 5.

Em termos técnicos, o desempenho do aparelho melhorou consideravelmente. O iOS 7 revela uma experiência fluída e sem travamentos. O potencial gráfico continua sendo um dos diferenciais do produto, que é capaz de rodar todos os jogos da biblioteca da Apple em ótima qualidade.

Porém, nem tudo é perfeito. O tamanho de tela de 4 polegadas, mantido para essa versão, começa a se mostrar insuficiente, uma vez que a empresa é uma das poucas que insiste em não seguir a tendência das telas cada vez maiores, especialmente entre 4,5 e 5 polegadas. A falta de killer features também pode decepcionar alguns consumidores.

Para quem já possui um iPhone 5, certamente esperar pela próxima versão é a opção mais indicada. Já para quem possui um modelo anterior ou ainda está pensando em embarcar no mundo da Maçã, o iPhone 5S é uma escolha que não trará arrependimentos, com um aparelho pronto para enfrentar os concorrentes pelos próximos 18 meses.

O iPhone 5S foi adquirido pelo Tecmundo para a realização dessa análise.

Cupons de desconto TecMundo: