Você já ouviu falar no Roskomnadzor várias vezes neste ano. A palavra complicada é o nome em russo para o "Serviço Federal para Supervisão de Comunicações", que foi manchete em diversos momentos. Em abril, o órgão tornou ilegal a criação de memes e piadas com figuras públicas e também tentou proibir todo tipo de pornografia online. Em agosto, ameaçou banir emojis gays e agora volta a falar de pornografia.

De acordo com o The Register, o Roskomnadzor conseguiu tornar ilegais alguns dos maiores sites de streaming pornográfico do mundo. Nessa lista está incluso o PornHub — controlado pela poderosa MindGeek — e mais outros dez sites que estariam trabalhando com materiais que caracterizariam "pornografia ilegal" e "distribuição ilegal de materiais ou ojetos pornográficos", além de "criação e circulação de materiais ou artigos com imagens pornográficas de menores".

Apesar de tudo isso, o governo russo não deixa claro em que ponto cada site foi ofensivo às leis. Por essa razão, não há como saber exatamente o que houve de errado na criação dos serviços. As maiores especulações são relacionadas à publicação de conteúdos com homossexualidade — um tema muito polêmico e combatido no país. Você faria alguma aposta?

Cupons de desconto TecMundo: