Nem sempre é possível resolver algum problema no computador, na rede WiFi, em impressoras ou smartphones sozinho. Pior do que isso é não saber a quem recorrer ou não ter tempo de ir a uma assistência por dificuldades aparentemente banais. Para facilitar a vida de quem se vê preso em situações como essa, uma startup curitibana criou o “Encontre um Nerd”.

Trata-se de uma plataforma em que você pode contratar vários serviços de assistência técnica e receber ajuda presencial na sua casa ou escritório. O site tem mais de mil Nerds cadastrados, que são especializados em várias ferramentas e tecnologias diversas. Assim, você confere as possibilidades de contratação de serviços, faz o pagamento online e, em pouco tempo, um dos Nerds estará batendo na sua porta para resolver o problema. A intenção é dar praticidade ao processo.

Entre as possibilidades de consertos, há serviços para computadores e notebooks com Windows e Mac OS X, para tablets e smartphones, impressoras, scanners e também redes locais (problemas com WiFi, roteadores, cabos etc.). O cliente pode ainda “alugar um Nerd” para uma espécie de consultoria na hora de comprar qualquer aparelho eletrônico.

O TecMundo conversou com Bruno Ramos, o CEO e fundador do Encontre um Nerd, e vamos explicar para você tudo o que é necessário saber sobre essa novidade, inclusive como contratar alguém para uma assistência ou como se tornar um Nerd dessa plataforma. Confira a entrevista completa.

Como começou

1. TecMundo: quem são as pessoas por trás do “Encontre um Nerd”?

Bruno Ramos: hoje, nos bastidores, estamos eu como CEO, Luiz Camões como CPO, João Netto como CTO e Amilton Paglia como CDO. O Amilton comanda uma equipe de cinco designers chamada “Matilha”. Inicialmente, toda ideia, MVP (produto mínimo) e validação do modelo de negócio foi executada por mim. Em seguida, fui chamando mais sócios para se juntarem.

2. TecMundo: quando o site começou a funcionar e quando atenderam os primeiros clientes?

Ramos: lá por meados de julho de 2014, eu tive a ideia e comecei a aprender a programar o básico para lançar um pequeno site. Isso com a finalidade de testar o mercado e ver se haveria nerds interessados.

A ideia demorou dois meses para ser produzida por conta própria. Aprendi tudo sozinho, desde design até programação, para lançar o primeiro MVP (Minimum Viable Product).

Em setembro, lancei uma versão online e, em três dias, tive mais de 250 cadastros e mais de 7 mil acessos. Isso divulgando no Facebook apenas.  Encontrei os primeiros Nerds em um site chamado “GetNinjas”. Liguei para eles e perguntei se tinham interesse em ser os primeiros Nerds, e eles toparam. Hoje, meu Nerd que mais presta serviços foi o primeiro contatado. Os primeiros 10 ou 15 clientes vieram entre os três primeiros dias de atendimento, quando enviaram emails pedindo os serviços.

Expansão

3. TecMundo: o Encontre um Nerd já conta com mais de mil Nerds cadastrados em 77 cidades brasileiras. Você considera essa uma expansão rápida ou está tudo como planejado?

Ramos: a expansão deve ser rápida se quisermos ser referência nacional. Porém, para garantir uma excelente qualidade e relacionamento com os clientes, estamos visando primeiro ter um grande controle do mercado de Curitiba antes de ir para São Paulo, por exemplo. O legal da nossa plataforma é que, quando iniciarmos o processo de expansão, poderemos rapidamente ir para as maiores capitais do Brasil em menos de seis meses, já que temos tantos Nerds interessados.

Hoje temos Nerds nos seguintes estados: Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Ceará, Sergipe, Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Goiás, Acre, Tocantins, Bahia, Espírito Santo, Amazonas e Alagoas, em ordem de quantidade de interessados. Hoje, a média de cadastrados por estado é de 80. Já Paraná e São Paulo lideram com mais de 150 cadastros cada.

Formato

4. TecMundo: que razões o motivaram a criar uma plataforma dessa natureza e nesse formato?

Ramos: eu sempre acreditei no poder da economia criativa. Desde sempre gostei muito de estudar os motivos que levarão as pessoas no futuro a compartilhar suas coisas. Essa ideia surgiu porque são dois mercados dispersos que funcionam apenas à base de indicação. Então o conceito de centralizar os serviços para as duas partes fez com que o conceito de marketplace fosse aplicado no modelo de negócio.

Fora isso, para que o serviço seja vantajoso, é preciso saber equilibrar as vantagens de forma igualitária. Então buscamos sempre agregar valor para os Nerds e para os clientes, em que os dois sempre possam ganhar.

O modelo de negócio é o marketplace, o mesmo utilizado no Easy Taxi, AirBnb e Uber, entre outras grandes startups.

Seleção de Nerds

5. TecMundo: Como funciona a seleção de Nerds que vão trabalhar através do site?

Ramos: hoje, o processo de cadastro tem um tempo médio de 45 minutos. Não só analisamos o CV, como fazemos uma checagem completa do background de todos, validamos todos os documentos e ainda fazemos uma entrevista com cada um.

O Nerd também tem duas opções que podem lhe conferir um "selo de qualidade": podem nos enviar referências de cinco clientes e também podem validar documentos, nos mandando uma cópia escaneada de cada um.

Isso sem contar que eles prestam 20 serviços antes de serem completamente aprovados. Tal característica é necessária para vermos também a experiência prática de cada um e o relacionamento deles com os clientes. Tudo recolhido através de feedbacks com os atendidos.

*Apesar de ser necessário enviar cópias digitais de documentos, não é preciso ter formação específica em universidades, por exemplo. Consulte o Encontre um Nerd na hora do cadastro para ver as condições.

6. TecMundo: como funciona o modelo de divisão dos pagamentos entre a plataforma e os Nerds que prestam os serviços?

Ramos: inicialmente, oferecemos duas opções:

1) A pessoa presta 20 serviços recebendo 70% do valor dos honorários listados no site e, depois do 20º atendimento, ela ganha 80%. Em seguida é possível aumentar a remuneração de acordo com a quantidade de pontos que forem somados (exemplos: indicação de cliente = 100 pontos; feedback de serviço positivo = 5 pontos) e assim por diante. No momento, esse feedback é um sistema de pontuação feito manualmente, mas vamos criar uma opção automática em breve, assim que aumentarmos o caixa da empresa.

2) Caso o Nerd valide seus documentos e tenha referências de cinco clientes, ele não precisa fazer 20 serviços para ganhar de 70 a 80%. Ele automaticamente ganhará 80% desde o primeiro atendimento.

Preços dos serviços

7. TecMundo: quais os critérios para decidir os preços de cada atendimento? Eles serão os mesmos para todas as regiões?

Ramos: os preços são medidos através de uma pesquisa feita com todos Nerds cadastrados em Curitiba. Para as outras regiões, vamos calcular os preços de acordo com cada cidade. A intenção é que, quando estivermos atuando em todo Brasil, os clientes entrem no site, coloquem o CEP e, automaticamente, o sistema reconheça a região. Assim, mudamos todos os preços de acordo com a cidade do cliente.

Nossa ideia é também elaborar um sistema de login, onde o cliente e o Nerd possam nos enviar sugestões, como preços, feedbacks, ideias e muito mais. Um sistema completamente interativo com os dois lados do mercado.

Mobile

8. TecMundo: a seção “Tablets e Smartphones” do site só mostra opções de reparos para iPhones. Há planos para ampliar essa assistência para dispositivos de outras marcas além da Apple? Quando isso deve acontecer?

Ramos: hoje, estamos atuando com Motorola, Samsung e Apple. Infelizmente, nosso sistema só permite mostrar os da Apple (de onde vem a maior demanda). Ainda estamos validando os outros aparelhos para que todos os Nerds que prestam o serviço para eles tenham peças de boa qualidade, uma boa garantia, entre outros fatores.

Nossos Nerds de iPhone já passaram pela etapa de validação e, por isso, já estão atendendo. Quando um cliente pede um serviço para outra marca, nós oferecemos uma opção, enviamos um pagamento por fora da plataforma e damos toda assistência-padrão.

Metas

9. TecMundo: quais são as metas para o futuro do Encontre um Nerd?

Ramos: hoje, nossa meta é penetrar 0,1% de Curitiba (são 480 mil domicílios com computador e internet na capital paranaense). Ao atingirmos essa meta, vamos expandir para as outras 12 maiores capitais do Brasil. Isso depende não apenas de uma avaliação de tempo certa, mas também da qualidade do serviço. Se no decorrer do trajeto acabarmos por ventura levantando algum investimento, poderemos penetrar muito mais rápido em cada capital.

Inscreva-se

10. TecMundo: como uma pessoa se candidata para ser um Nerd do site?

Ramos: é muito simples! No topo do site, existe um botão chamado "Seja um Nerd", através do qual a pessoa se cadastra. Caso ela tenha dúvidas, é possível acessar nossa área do FAQ.

*Nessa área de cadastro, é necessário preencher um formulário detalhado e, em seguida, anexar cópias digitais de alguns documentos. Se você quer participar da plataforma, deixe para realizar o cadastro quando tiver tempo e calma para preencher tudo de forma detalhada. Por enquanto, apenas quem mora ou tem disponibilidade para atender em Curitiba vai começar a receber pedidos. Mesmo assim, qualquer um pode realizar o cadastro e aguardar a chegada do Encontre um Nerd em outras regiões.

***

E o que você achou dessa novidade? Não se esqueça de compartilhar sua opinião conosco nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: