(Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail)

A vida de Kathleen Fortun daria uma guinada: divorciada e com 68 anos, a britânica estava prestes a conhecer o novo amor de sua vida. Tratava-se de Richard Allman, um soldado do exército dos Estados Unidos de 61 anos que ela conheceu cinco meses antes em um site de relacionamentos para solteiros. Ele havia até reservado uma passagem para a pretendida em um aeroporto, mas, quando ela chegou ao local e viu que não havia nenhuma menção ao nome de Allman, soube que havia sido enganada.

A história de Kathleen foi contada pelo jornal Daily Mail: em vez do educado, bonito e inteligente Allman, o verdadeiro homem por trás da identidade era um criminoso ainda não identificado, que usou uma conta de banco de Gana para receber R$ 110 mil em uma série de depósitos feitos pela mulher, que acreditava estar ajudando o soldado. Ele disse estar com documentos secretos presos no país africano e que precisava de um alto valor para liberá-los.

Desesperada após ver que o sujeito não existia (a foto enviada para ela era de um militar aleatório em uniforme) e a conta bancária não podia mais ser rastreada, Kathleen procurou a polícia, mas o dinheiro dificilmente será recuperado.

A foto falsa pertencia ao general Wesley Clark, que nada tinha a ver com a história.
(Fonte da imagem: Reprodução/Daily Mail)

Nos depoimentos, ela conta que o site de relacionamentos e o de depósitos bancários são explícitos ao avisarem que não se deve enviar dinheiro para desconhecidos – mas a britânica, esperançosa em conhecer o homem dos seus sonhos, ignorou os riscos e acabou sem dinheiro e sem um novo marido.

Cupons de desconto TecMundo: