YouTube lança campanha dos Shorts com The Weeknd e BTS

1 min de leitura
Imagem de: YouTube lança campanha dos Shorts com The Weeknd e BTS
Imagem: Divulgação/YouTube
Avatar do autor

Nesta terça-feira (10), o YouTube lançou um vídeo em seu canal oficial revelando uma nova campanha promocional para criação de Shorts. Buscando intensificar a competição de vídeos curtos com o TikTok, a plataforma do Google oferece opção de usar músicas famosas de artistas, como The Weeknd, Camilla Cabello e o grupo BTS, na trilha sonora das produções.

Segundo o portal 9to5Google, o anúncio será exibido no YouTube para celulares, navegadores e até em TVs. Além disso, o vídeo acompanhará pequenos trailers de músicas de outros artistas, como Doja Cat. Usuários do TikTok, Instagram, Snapchat e Twitter também devem presenciar essas propagandas nas redes sociais.

"Em uma das nossas maiores campanhas de marketing, nós estamos nos encostando no 'lado mais curto do YouTube' para mostrar como é fácil e divertido fazer Shorts. Qualquer um pode usar músicas dos principais artistas de hoje, incluindo outros vídeos exclusivos do YouTube", afirmou Jodi Ropert, vice-presidente de marketing da empresa.

Como criar um Short com música

Para utilizar a sua música favorita no curta, acesse o vídeo do artista no aplicativo mobile do YouTube e verifique a presença do botão "criar". Basta selecionar o atalho, e então o serviço abrirá a criação do vídeo com a trilha embutida.

Localização do botão "Criar"Localização do botão "Criar"Fonte:  Reprodução/Tadeu Mattos 

Outra possibilidade de incorporação envolve selecionar a opção "criar" na barra inferior do aplicativo na página inicial. Dentro do submenu que será aberto, é possível selecionar a opção "Criar um Short" para abrir o painel de criação e escolher "Adicionar Música", para abrir um catálogo de trilhas disponíveis.

Atalho para montagem de shorts na página inicial do aplicativo; o usuário também pode apertar no botão "Shorts" para assistir publicações recentesAtalho para montagem de shorts na página inicial do aplicativo; o usuário também pode apertar no botão "Shorts" para assistir publicações recentesFonte:  Reprodução/Tadeu Mattos 

YouTube não para de investir em Shorts

Ainda em versão beta, o recurso foi disponibilizado no Brasil em junho e já está presente em mais de 100 países. Na última terça-feira (3), o Google revelou uma quantia de US$ 100 milhões, cerca de R$ 500 milhões, para "subsidiar" a criação deste conteúdo até o ano que vem.

Usando como base a performance do usuário no mês anterior, a empresa entrará em contato com canais populares para oferecer um bônus entre US$ 100 e US$ 10 mil (entre R$ 519 e R$ 51,9 mil).

O Shorts é uma resposta direta à popularização da plataforma de vídeos curtos TikTok, que se tornou o app com o maior número de downloads do mundo recentemente.