GIF: descubra o que é e como usar o formato

2 min de leitura
Imagem de: GIF: descubra o que é e como usar o formato
Imagem: Pexels/Reprodução
Avatar do autor

O Graphics Interchange Format ou formato de intercâmbio de gráficos (GIF) é, ao lado dos emojis e stickers, um grande protagonista na comunicação moderna. Frequentemente utilizado em aplicativos de mensagens e publicações nas redes sociais, esse tipo de mídia surgiu nas fases iniciais da Internet e, desde então, sofreu muitas modificações.

Embora seja bastante popular até hoje, muitos usuários não sabem muito sobre o GIF, além da sua aparência marcante. Descubra, neste artigo, mais informações sobre esse tipo de mídia e como seu uso se tornou tão comum.

O que é e como surgiu o GIF?

a (Fonte: Blogspot/Reprodução)

De modo geral, o GIF é um formato de imagem, assim como o JPG e PNG. Na prática, ele pode ser utilizado tanto para imagens estáticas quanto para imagens animadas. Ao contrário do que muitos pensam, o GIF não é um vídeo e, portanto, não possui áudio.

No caso, trata-se de uma junção de imagens de baixa compressão que, quando vistas, dão uma sensação de movimento. Desde quando foi criado, esse formato chamou bastante a atenção, sobretudo pela possibilidade de ser compartilhado sem “gastar muita” internet, algo essencial na década de 80, quando grande parte das conexões era feita por modems lentos e com baixa taxa de download.

Vale destacar que, em tempos de Wi-Fi, os GIFs são grandes aliados de quem utiliza a rede móvel de internet com frequência, uma vez que gastam menos dados do que vídeos e até mesmo algumas imagens.

A popularização do GIF

j (Fonte: Imgur/Reprodução)

Os GIFs, como já citado, deixaram de ser apenas as "imagens animadas" que conhecemos para, ao longo dos anos, virarem uma ferramenta bastante útil para comunicar emoções, ideias e, sobretudo, piadas. Aqui, literalmente podemos dizer que "uma imagem vale mais do que mil palavras".

No entanto, mesmo que esse formato tenha caído na graça dos internautas, ele é muito limitado e, para os padrões atuais, seu uso acaba sendo defasado. Isso porque o GIF é capaz de armazenar apenas 256 cores, o que inviabiliza sua utilização comercial, já que as imagens atuais armazenam um número de informação muito superior.

Possível fim: formato quase sumiu

a (Fonte: GIPHY via Pinterest/Reprodução)

Poucos sabem, mas esse formato de imagem por pouco não sumiu do mapa. Há aproximadamente dez anos, desenvolvedores da Mozilla criaram um projeto que tinha como objetivo substituir o GIF pelo APNG, que era basicamente um PNG animado.

A ideia, contudo, não deu certo. Isso porque muitos navegadores simplesmente não aceitaram o formato ou demoraram muito a implementar formas de utilizá-lo. Além disso, antes de 2014, o HTML não aceitava formatos de vídeo, portanto GIFs eram uma excelente saída devido à praticidade e agilidade, o que dispensou a migração para um novo formato.

Afinal, como é a pronúncia?

a (Fonte: Imgur/Reprodução)

Não é novidade para ninguém que a palavra "GIF" já criou grandes embates na internet quanto à sua pronúncia e, até hoje, algumas pessoas têm dúvidas sobre esse assunto. Embora a forma de falar mais comum seja "guif", os criadores do formato pronunciavam "jif", com um "G" suave. No entanto, dicionários internacionais, como o American Heritage Dictionary, reconhecem as duas formas como corretas.

GIF: descubra o que é e como usar o formato