Cruella: brasileiros usam XVideos para piratear filme do Disney+

1 min de leitura
Imagem de: Cruella: brasileiros usam XVideos para piratear filme do Disney+
Imagem: Disney+
Avatar do autor

A Disney lançou o filme Cruella diretamente no serviço de streaming Disney+, mas os usuários precisam pagar uma taxa adicional de R$ 69,90 para acessar o conteúdo atualmente. Para fugir da cobrança, alguns brasileiros piratearam o longa-metragem usando o site de conteúdo adulto XVideos.

Segundo informa o Notícias da TV, um usuário realizou o upload do filme completo na plataforma de filmes adultos. A Disney conseguiu derrubar sua produção do site, mas o assunto acabou virando meme nas redes sociais.

Emma Stone como Cruella.Emma Stone como Cruella.Fonte:  Disney+ 

Graças à repercussão, o nome do site de pornografia chegou a aparecer entre os assuntos mais comentados do Twitter na manhã desta segunda-feira (31). O assunto gerou piadas e também críticas à cobrança extra adotada pela Disney em seu serviço de streaming para lançamentos de filmes.

Protagonizado por Emma Stone, o filme Cruella aborda a origem da icônica vilã da animação 101 Dálmatas. Além de ser distribuído com o Premier Access do Disney+, a produção dirigida por Craig Gillespie também está em exibição em alguns cinemas.

Aluguel de filmes no Disney+

Enquanto a Netflix lança seus filmes originais diretamente em seu catálogo de produções, a Disney distribui algumas de suas produções cinematográficas como um conteúdo extra do Disney+, por meio do sistema Premier Access.

Assim como o live-action de Mulan, o filme Cruella está disponível por tempo limitado por uma taxa de R$ 69,90, mas será lançado para todos os assinantes da plataforma em 16 de julho.

Seguindo os passos da Netflix, o HBO Max, que chegará no fim de junho ao Brasil, também não contará com uma cobrança extra para filmes lançados no cinema, mas os usuários brasileiros terão que lidar com um tempo de espera. A plataforma vai liberar produções de grande porte para todos os assinantes 35 dias após a estreia nos cinemas.

A plataforma da Warner receberá todos os lançamentos do estúdio que chegarem aos cinemas em 2021. Além disso, na América Latina, o HBO Max ainda incluirá conteúdos da Champions League.