Servidores públicos podem enviar atestado médico pelo celular

1 min de leitura
Imagem de: Servidores públicos podem enviar atestado médico pelo celular
Imagem: Pexels
Avatar do autor

Desde segunda-feira (21), servidores públicos federais de Brasília e São Paulo podem enviar atestados médicos por meio de aplicativo de celular. A intenção é economizar cerca de R$ 27 milhões ao ano com a tecnologia, além de tornar a vida dos trabalhadores mais fácil, segundo informação do Ministério da Economia.

O cálculo levou em consideração o período que um agente perde para realizar todo o procedimento, desde o deslocamento até uma unidade de saúde para apresentar o documento, além do tempo que leva para receber, digitalizar e realizar o cadastro no sistema.

Como funciona?

Segundo o Ministério da Economia, o procedimento pode ser realizado pelo aplicativo Sigepe, sistema de gestão de servidores do governo federal desenvolvido pelo Serpro.

asta utilizar a função “Atestado Web" e realizar o procedimento. Neste primeiro momento, somente os servidores da Universidade de Brasília (UnB) e do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), que compreende cerca de 21 mil pessoas, poderão usar o sistema.

O serviço também permitirá a consulta e situação dos atestados enviados. De acordo com o Ministério da Economia, em 2019, houve 361,5 mil afastamentos para tratamento da própria saúde de mais de 135,9 mil agentes públicos.

Servidores públicos podem enviar atestado médico pelo celular