Com a chegada do fim do ano, é inevitável fazer listas e retrospectivas sobre o que de melhor (e pior) aconteceu em 2011. Na internet, não poderia ser diferente – e, com a vastidão de conteúdos produzida na rede em um ano, fica até difícil montar esse tipo de lista.

O Wired tentou: a página selecionou os melhores vídeos virais e internacionais de 2011, aqueles que viraram febre no YouTube de maneira inexplicável, atingindo as milhares de visualizações com facilidade, por mais duvidosa que seja a qualidade do clipe. Alguns deles são muito específicos para os norte-americanos, enquanto outros percorreram todos os cantos do planeta. Confira abaixo algumas das indicações:

O ano dos gatos

Blogs, Tumblrs, montagens e piadas não escaparam da maior paixão dos internautas em 2011: os gatos. Seja em fotos ou vídeos engraçados ou fofinhos (como é o caso acima), os felinos conquistaram uma porcentagem considerável da internet – e não poderiam ficar de fora deste top.

Nyan, Nyan, Nyan

Novamente eles, os gatos. O viral mais irritante do ano foi feito com gráficos de 8-bits e uma música repetitiva, mas que é reconhecida por qualquer um que acesse a internet hoje. O Nyan Cat original ainda ganhou versões em outros estilos musicais, como rock e jazz, além de invadir o sistema operacional Android.

A primeira webcam a gente nunca esquece

Este aqui saiu no Tecmundo: um simpático casal de idosos só conheceu as maravilhas da webcam depois de muito tempo. A reação de ambos com o misterioso aparelho capaz de mostrar a imagem deles na tela do computador, além das várias tentativas de fazê-lo funcionar, fizeram do vídeo um dos mais vistos e comentados do ano.

Festa na Coreia do Norte

O ditador norte-coreano faleceu na madrugada de domingo para esta segunda-feira (19), mas o que mais ficará marcado na memória dos internautas é uma paródia postada este ano no YouTube. Mesclando uma música eletrônica com imagens do exército local marchando e do “Querido Líder”, como Kin Jong-Il era conhecido, o clipe foi um sucesso instantâneo.

Menção honrosa: Zangief Kid