Uso de VPN explode com a onda de bloqueios do TikTok

1 min de leitura
Imagem de: Uso de VPN explode com a onda de bloqueios do TikTok
Imagem: Dutch Cowboys/Reprodução
Avatar do autor

Usuários do TikTok encontraram a saída para continuar a compartilhar seus vídeos: a busca por Virtual Private Network (Rede Privada Virtual, ou VPN) explodiu no Google Trends depois que o presidente americano Donald Trump anunciou as medidas de restrições contra a ByteDance, controladora do aplicativo.

Usuários em outros países cujos governos ameaçam banir o TikTok também já começaram a se mexer. A ExpressVPN, uma das mais populares VPNs do planeta, registrou um salto no tráfego da web em seus servidores. Na Índia, ele subiu 22%; em Hong Kong, o salto foi de 10% – mesmo índice que os EUA vem registrando a cada semana, depois das ameaças de Trump. O mesmo movimento foi observado no Japão e na Austrália, países onde o aplicativo também corre o risco de ser bloqueado: 19% e 41% a mais de tráfego, respectivamente.

O aplicativo deixou Hong Kong em junho, depois da promulgação da nova lei de segurança nacional.O aplicativo deixou Hong Kong em junho, depois da promulgação da nova lei de segurança nacional.Fonte:  TikTok/Reprodução 

“Estamos vendo um número crescente de governos tentando controlar as informações que seus cidadãos podem acessar", disse ao site TechCrunch o vice-presidente da empresa, Harold Li.

Sem notícias

O uso de VPN pode não ser uma solução para os membros da diáspora chinesa nos EUA. O WeChat, plataforma de mensagens da recém-banida Tencent, é a única maneira instantânea de os imigrantes entrarem em contato com família e amigos, já que apps e plataformas ocidentais estão indisponíveis na China.

Governos expulsando aplicativos é preocupação crescente na web. A NordVPN, uma das líderes do segmento, afirmou em comunicado que "aumentos súbitos [no tráfego] estão se tornando a nova norma à medida que países em todo o mundo impõem mais e mais proibições, banimentos e restrições à internet”.

Em entrevista ao TechCrunch, o fundador do aplicativo de mensagens Telegram, Pavel Durov, lamentou que “o movimento dos EUA contra o TikTok está estabelecendo um precedente perigoso que pode acabar com a Internet como uma rede verdadeiramente global (ou o que resta dela).”

Uso de VPN explode com a onda de bloqueios do TikTok