Há 10 anos, o Internet Explorer era o navegador mais usado no mundo. Os usuários mais avançados optavam por FirefoxOpera e outros, que eram uma espécie de capa (popularmente conhecida como "skin", do inglês) para o IE, como o Avant Browser e o Maxthon. Nosso passado na internet foi bem obscuro, se considerarmos a época em que nem navegação por abas nós tínhamos. Mas isso é outra história. Hoje o Chrome é o navegador mais utilizado. Vamos conferir 6 características que o tornaram tão popular.

1. A Omnibox

É um equívoco pensar que sempre tivemos apenas um campo para digitar endereços de sites e fazer pesquisas. Naquela época, os navegadores tinham dois campos, um para cada função! Você não acha estranho?

O Chrome chegou enfatizando uma interface tão limpa e simples que muito duvidavam que ele pudesse oferecer recursos avançados. No entanto, ao digitar um termo na Omnibox, era possível ir diretamente para a página mais popular relacionada, buscar outras, fazer cálculos matemáticos e pesquisar no histórico.

2. Modo incógnito

O modo incógnito permite abrir uma aba/janela para navegar com mais privacidade e de forma anônima. Nenhum dado dessa navegação é salvo. Apesar de o Chrome não ter sido o primeiro navegador a trazer a função (o Safari, da Apple, já contava com um modo privado), foi ele que ajudou a torná-la acessível para usuários do Windows e do Linux.

3. Velocidade

De imediato, o que mais agradou os uusários foi a incrível velocidade do Chrome. A Google afirmou que ele podia processar Java Script 10 vezes mais rápido que o Safari e o Firefox e aproximadamente 56 vezes mais rápido que o IE. Como resultado, páginas de email, calendário, apresentações etc. abriam e funcionavam com muito mais fluidez.

4. Cada aba tem seu próprio processo no sistema

Aqui o Chrome adotou um comportamente revolucionário para a época. Cada aba aberta possuía um processo próprio no sistema operacional. Isso permitiu uma navegação mais estável, uma vez que, se uma aba travasse, as outras continuavam funcionando normalmente, sem a necessidade de reiniciar o navegador.

Entretanto, essa estabilidade teve um custo. Quantos mais abas eram abertas, mais recursos do PC eram alocados, principalmente a memória RAM. Embora o navegador venha sendo otimizado com o tempo, ainda há muita coisa a ser trabalhada nesse aspecto, pois essa costuma ser a principal reclamação de seus usuários.

5. Internet menos irritante

Se você reclama da internet hoje em dia, saiba que ela já foi pior! Já aconteceu de você estar navegando e começar a ouvir um som que não sabe de onde está vindo? Pois é... O Chrome permitiu que você ignorasse esses vídeos por padrão nos sites. Também otimizou o bloqueio de anúncios popup.

A Google criou um conjunto de regras e padrões e deu aos portais 30 dias para que se adequassem; caso contrário, seus recursos abusivos seriam bloqueados. Nessas horas, ter 60% de participação do mercado faz a diferença.

6. Primeiro navegador a se tornar sistema operacional

Aproveitando sua base de aplicativos e serviços que rodam diretamente na nuvem (Docs, Earth, Hangouts, Gmail, Maps etc.), a Google resolveu transformar o Chrome em sistema operacional. E é o único navegador a conseguir tal feito, vindo pré-instalado em Chromebooks que integram projetos em escolas infantis em vários países  muitas vezes, é a primeira experiência dessas crianças com uma interface de SO.

E aí, tem alguma função do Chrome que mudou sua forma de interagir na internet? Conte-nos nos comentários!