Já faz algum tempo que a chinesa Huawei está tentando se estabelecer como uma competidora de peso no mercado americano de smartphones. A companhia chegou até mesmo a produzir o Nexus 6P em parceria com a Google. No entanto, a empresa não quis repetir a parceria para o lançamento do Pixel, que deve substituir a linha Nexus de celulares.

Algumas suspeitas para o motivo dos chineses não continuarem trabalhando com a Google já tinham surgido por aí, mas não precisamos mais especular, pois um executivo da Huawei veio a público para dar a justificativa deles.

De acordo com Colin Giles, vice-presidente do Huawei Consumer Business Group, o maior problema era não ter a marca da empresa associada ao aparelho. Basta lembrar que a HTC – que acabou ficando responsável pela produção do Pixel – não foi citada pela Google durante o lançamento e só tem a logo marcada em um cantinho da bateria, que não é removível.

A explicação faz sentido para uma empresa que quer fortalecer a marca nos Estados Unidos, já que a maior parte do público nem ia ficar sabendo da participação dos chineses na construção do smartphone. Enquanto isso, a Huawei continua investindo nos seus próprios celulares, como o Mate 9 Pro, anunciado recentemente.

Cupons de desconto TecMundo: