O tradicional evento anual da Google está chegando. O Google I/O 2017 vai de 17 a 19 de maio e, nesta quarta-feira, será realizada a principal conferência para fãs, funcionários e desenvolvedores parceiros da marca.

Apesar do foco mais técnico, essa primeira apresentação costuma trazer uma série de lançamentos em diversas áreas. Este ano não será diferente: apesar de uma nova geração de smartphones estar praticamente descartada (com apresentação só para o segundo semestre), são várias as novidades esperadas, incluindo uma nova versão do Android. Confira abaixo as nossas principais expectativas.

O TecMundo estará em Mountain View, na Califórnia, para acompanhar todo o evento — e fará uma transmissão ao vivo da conferência principal, que acontece às 14 horas (horário de Brasília) do dia 17 de maio. Além disso, a redação vai trazer tudo o que for anunciado para você aqui no site.

Revelação do Android O

No Google I/O 2016, a empresa apresentou o Android Nougat (7.0) revelando as suas principais funções e liberando o Beta aberto ao público. O nome só surgiria mais tarde, com a empresa preferindo abrir um concurso primeiro. A ideia é que aconteça algo parecido aqui, com o sistema sendo o grande atrativo da tarde.

No caso do "batismo" do Android 8.0, as apostas estão em "Oreo", mas tudo pode acontecer. Algumas funções já são conhecidas por conta da liberação para desenvolvedores, como novas configurações para as notificações, personalização dos três botões principais e outras novidades. E aí, qual a sua aposta para o nome?

Apps do Android no Chrome OS

Essa foi uma promessa feita na Google I/O do ano passado: aplicativos nativos do sistema operacional móvel surgiriam também em Chromebooks pelo Chrome OS. Porém, o Beta sofreu bastante com instabilidades, serviços quebrando e uma série de erros. A Google confirmou o adiamento, mas não disse quando seria a revelação. Será que podemos ter uma surpresa já nessa conferência?

Google Home: mais novidades ou nova geração

A conferência do ano anterior apresentou o Google Home, uma tecnologia ainda pouco utilizada no Brasil, mas que está bombando lá fora. Uma segunda versão não é exatamente confirmada, mas a Google ainda pode apresentar um novo assistente pessoal físico em forma de alto-falante. Ela teria função de roteador WiFi embutido (praticamente matando o Google Wi-Fi). O que é mais certo? Ao menos a versão existente terá atualizações sobre que funções vai receber ao longo do ano.

Novidades no Google Assistant

Reformulação mais inteligente e interativa do Google Now, o assistente pessoal da Google ainda não se espalhou totalmente e ainda está restrito a poucos idiomas. Assim, para o Google I/O 2017, não se espante se a empresa anunciar que o serviço passará a falar mais línguas. Como vários desenvolvedores participam do evento, mais serviços integrados e até funções podem ocupar algum espaço da apresentação.

Realidade aumentada e virtual

O Google Daydream foi apresentado na conferência passada — e o tema está ainda mais em evidência em 2017. Uma conferência inteira sobre realidade virtual (VR) e realidade aumentada (AR) foi marcada, o que só indica que o assunto será quente na fala principal.

Por isso, novos apps e serviços — ou até a disponibilização do Daydream para mais dispositivos — são as apostas mais seguras. Além disso, a plataforma Tango agora faz parte do time de VR e ambas as experiências devem ser cada vez mais mescladas, talvez com algum anúncio de menor escala. Uma nova versão da plataforma ou do óculos Daydream é improvável, mas não impossível.

Android Wear

A situação não é das melhores para a Google em smartwatches. A empresa recentemente perdeu a posição no mercado para o Tizen, da Samsung, e precisa correr para se recuperar. Como o Android Wear 2.0 ainda está fresco, é possível que somente apps e compatibilidades sejam anunciados, sem uma versão "3.0" já pronta.

O que mais?

O sistema operacional móvel da Google em sua versão para carros não deve ser esquecido. O Android Auto inclusive foi confirmado em grandes montadoras e pode ter novidades anunciadas no Google I/O 2017.

Além disso, apps como o Google Allo e o Google Duo pode ganhar novidades. Eles não são exatamente o sucesso que a empresa gostaria, mas públicos com o brasileiro formaram comunidades fiéis dos serviços. Outro tópico bastante comentado é o machine learning, com o aprendizado contínuo de máquinas. 

Os rumores sobre o desenvolvimento de um sistema operacional em código aberto chamado Fuchsia estão cada vez mais fortes, mas é difícil que algo apareça: ele ainda parece estar em estágios iniciais de produção. Vale lembrar que a nova geração dos smartphones Pixel também deve ficar para depois, mais precisamente no segundo semestre.

Cupons de desconto TecMundo: