Durante uma keynote dedicada às novidades do Chrome OS realizada nesta quinta-feira (19) na I/O 2016, a Google mostrou como o seu sistema operacional para notebooks vai se integrar ao Android. Basicamente, o Chrome OS rodará o framework do Robô em um container, o que garante que todos os apps disponíveis na Play Store hoje possam ser instalados e utilizados em Chromebooks.

Essa novidade já era esperada pelo fato de a empresa já estar testando essa possibilidade há algum tempo, mas antes era necessário fazer algumas adaptações no SO para conseguir usar alguns apps do Android.

Além de trazer milhões de novos apps para o Chrome OS, essa integração entre os dois sistemas vai possibilitar que os Chromebooks se tornem mais produtivos e possam funcionar offline sem maiores problemas. Como a natureza do Chrome OS até agora era ser baseado na nuvem, praticamente todos os seus programas rodavam a partir da web. Isso deve mudar até o fim de 2016 para os usuários comuns desses notebooks.

A integração vai possibilitar que Chromebooks se tornem mais produtivos e possam funcionar offline sem maiores problemas

Contudo, nas próximas semanas, desenvolvedores já poderão baixar o novo Chrome OS com essa integração e, com isso, passar a otimizar seus apps para ele. Contudo, segundo a Google, não é necessário fazer nenhuma mudança nos softwares para que eles funcionem nos Chromebooks.

A empresa demonstrou para a imprensa na I/O 2016 apps como Microsoft Word, Facebook Messenger e Clash of Clans – todos desenvolvidos para tablets e smartphones Android – totalmente funcionais e sem nenhuma adaptação. Apesar disso, apps que precisam de GPS, sensores de movimento e rede telefônica, por exemplo, poderão ficar com funcionalidade limitada em um Chromebook que não conte com esses recursos.

Chromebooks terão Google Play e rodarão todos os apps do Android

Novo hardware

Por conta dessas mudanças, a Google já está trabalhando com seus fabricantes parceiros em melhorar o hardware dos seus computadores. Isso porque apps para Android vão precisar de mais recursos, como armazenamento, processamento etc.

Mesmo assim, Chromebooks atuais vão receber o novo software e devem funcionar normalmente. Nesse ponto, os Instant Apps do Robô poderão representar uma boa válvula de escape para quem tem pouco espaço, já que, em teoria, funcionarão no Chrome OS e não devem ocupar muito do armazenamento. O time de desenvolvedores do SO para notebooks ainda explicou que será possível rodar os apps do Android tanto em Chromebooks baseados em chips Intel quanto nos feitos com processadores ARM.

Para chips Intel e ARM

Eles também deixaram bem claro que as brechas de segurança que o Android tem apresentado ao longo dos anos não serão um problema para o novo Chrome OS. Isso porque a Google vai continuar mandando atualizações a cada seis semanas com correções de segurança e melhorias. A falta dessa periodicidade em smartphones Android de fabricantes como Samsung, Motorola, Sony etc. seria basicamente o que deixa os aparelhos suscetíveis às ameaças por longos períodos.

Ainda foi destacado que o Chrome OS agora já é o segundo SO para notebooks e desktops mais popular em vendas nos EUA, tendo superado o OS X da Apple no primeiro trimestre deste ano. Por fim, com todas essas novidades, a Google pretende tornar seus aparelhos mais versáteis e permitir que corporações, escolas e pequenas empresas possam adaptá-los melhor às suas necessidades, atualmente supridas basicamente pelo Windows.

Chromebooks agora devem rodar todos os apps do Android! O que você acha dessa novidade? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: