Não é nenhuma novidade: os brasileiros (em sua maioria) adoram redes sociais. Sonico, hi5, Badoo, Linkedin, MySpace, Plaxo, Twitter, Facebook, Ning, Via6 e Orkut são alguns dos endereços mais populares no Brasil. O Orkut, lançado em 2004 pela Google, tem reinado absoluto desde que desembarcou por aqui, sendo a rede social mais utilizada no país de acordo com dados de junho de 2009 do Ibope.

No entanto, há debates interessantes acontecendo na internet sugerindo que o Orkut está perdendo a majestade e deixando de ser a rede social preferida no Brasil. De acordo com o próprio Orkut, até 18 de janeiro de 2010, os brasileiros compunham 51,09% do total de usuários mundiais.

Os indianos vêm em segundo com 20,02% e os norte-americanos em terceiro com 17,33%. Ok. Isso não diz muita coisa, afinal a fonte é muito questionável, sendo assim, vamos mais fundo para tentar explicar a possível queda na popularidade do Orkut.
Todos contra o Orkut

O pontapé da discussão começou com afirmações de que as buscas no Google com o termo Orkut vêm diminuindo. De acordo com Marcelo Velloso, da Oslo Mídia, o argumento foi refutado ao se afirmar que quanto mais popular um site, mais pessoas o acessam diretamente, ou seja, digitam www.orkut.com.br no navegador ao invés de realizar uma busca no Google.

 

Eles querem derrubar o Orkut

No entanto, Velloso também pondera que quanto mais popular um site, mais pessoas tendem a buscar informações sobre ele no Google ou qualquer outro buscador. Contudo, no Brasil a televisão funciona como principal fonte de informação para a maioria da população. Dessa forma pode ser que muitos usuários souberam do Orkut pela TV e foram direto à página, o que pode por em cheque a questão de "popularidade = mais buscas".Dados e informações

Para buscar informações e tentar responder à pergunta que não quer calar, reduzimos as opções de redes sociais para três: Orkut, Twitter – apesar do enfoque diferente do Orkut – e Facebook, a princípio, o maior concorrente. Como não temos acesso aos dados oficiais de acessos únicos e pageviews de cada site, vamos buscar fontes alternativas.

A busca por dados começa no Alexa, um site que fornece dados sobre o comportamento do usuário da internet no mundo. De acordo como o site, no Brasil o Orkut.com.br é o segundo domínio mais acessado. O primeiro é o Google.com.br e o terceiro é o Google.com.

No ranking de sites mais acessados no Brasil, o Facebook aparece em 17° lugar e o Twitter logo atrás, em 19°. Só por curiosidade, o Facebook é o segundo site mais acessado no mundo e o Twitter o 12°.

De acordo com o Alexa, os dados são atualizados todos os meses e baseados no número de acessos e pageviews de cada site. Curiosamente, o Facebook estagnou no fim de agosto de 2009 ou não forneceu mais dados para a pesquisa.

Comparativo de dados entre os três sites

A ascensão do passarinho

O Twitter chegou de mansinho, mas abocanhou uma parcela significativa dos, aproximadamente, 64 milhões de usuários da internet brasileira. De acordo com o Ibope Nielsen, o microblog deu um salto de 3,7 milhões de usuários, em maio do ano passado, para quase 9 milhões em julho do mesmo ano.

Com o aumento no número de perfis, a porcentagem de internautas que navegam na web e que acessam o Twitter também subiu de 11% para 23% no mesmo período. Dados do Google Trends mostram o aumento significativo do interesse nas buscas pelo Twitter no Google nos últimos 12 meses.

O que era quase zero no início de 2009, começou a subir em abril e não parou mais. Visivelmente, o Twitter caiu um pouco um pouco antes de outubro. Coincidência ou não, foi justamente nesse período que os rumores sobre a nova interface do Orkut começaram a pipocar na web.

O crescimento do Twitter


De acordo com o Google Insights for Search, os estados do país onde o Twitter despertou mais interesse no quesito buscas foram Tocantins, São Paulo e Amazonas. Vale lembrar que os dados são considerados pelo número de pesquisas pelo termo Twitter no Google e não levam em consideração o número de acessos diretos.

Mais interessados no Twitter

A chegada do Facebook
O site de relacionamentos Facebook é um dos mais utilizados no mundo inteiro. No entanto, aqui no Brasil, ele ainda não decolou entre todas as classes sociais. Pode-se dizer que, depois que o serviço ofereceu páginas traduzidas para o português, oficialmente em dezembro de 2008, a rede começou a subir nas terras tupiniquins.

Não por acaso, no Google Insights for Search, o Facebook saiu do zero no número de buscas em setembro de 2008, período quando os testes para a versão em português estavam acontecendo. Obviamente, isso são apenas hipóteses, afinal na web é difícil afirmar com 100% de certeza que o aumento aconteceu em decorrência a um único fato isolado.  

No entanto, é visível o crescimento da rede no Brasil a partir das buscas, pois nos últimos 12 meses o termo “Facebook” quase dobrou o número de pesquisas no Google.

Tendências no Facebook

Assim como o Twitter, em alguns estados o Facebook desperta mais interesse. Rio de Janeiro, Amazonas e São Paulo lideram as buscas pelo termo.  

Interesse pelo Facebook no Brasil

E o Orkut?

Em relação aos dois concorrentes, o Orkut mostra bons resultados e interesse elevado dos internautas desde que chegou por aqui. Ainda com os dados do Google Insights for Search, nos últimos 12 meses, a rede social da Google deu uma lavada no Twitter e Facebook. Com resultados oscilantes, mas sempre bem acima dos rivais, ela ainda mantém seu reinado.

Buscas por orkut em relação aos concorrentes

Os estados com mais interesse no Orkut e com mais buscas pelo termo no Google são Tocantins, Piauí e Pará.

Interesse por estado

O que iniciou a discussão?

Provavelmente, o que iniciou a discussão acerca da queda da popularidade do Orkut foi o aumento de usuários brasileiros no Twitter e Facebook. Sem dúvida, esse aumento aconteceu, no entanto, porque o número de usuários da internet também vem subindo sem parar. Para afirmar que o Orkut está perdendo a popularidade, precisamos, em primeiro lugar, pensar onde essa pergunta está sendo feita.
Perfis

Com os dados apresentados é possível visualizar a hegemonia do Orkut frente aos concorrentes, porém não se podem fechar os olhos para o crescimento do Twitter e Facebook. Ao acessar os três serviços observa-se que os interesses em cada uma das redes não são os mesmos.

Públicos diferentes para redes sociais diferentes

Para Juliana Vlastuin, aluna do doutorado em Sociologia na UFPR, “o Orkut continua sendo um lugar para fazer ou manter amizades, conhecer os interesses das pessoas, os locais que visitam, as músicas que ouvem e, para alguns, é uma vitrine".

A estudante continua: "O Twitter possui um perfil de palanque. Os usuários interagem mais, falam mais e usam a sua rede para trocar, obter e filtrar informações. Já o Facebook, permite ter acesso às mesmas pessoas do Orkut, mas também a pessoas de outros países e serve como uma rede de relações distintivas, afinal ‘todos têm Orkut’. O Facebook reduz o número de usuários porque exige algumas competências que nem todo o brasileiro domina – inglês, por exemplo  -,  que não são exigidas no Orkut”.
Conclusões
Como pudemos observar o Orkut, aparentemente, não está perdendo a popularidade, mas sim  dividindo a atenção com outras redes. O Twitter e o Facebook – redes utilizadas como ferramentas de comparação – ainda estão longe da rede social da Google, pois usuários que não acessam a internet diariamente ou que não falam inglês ainda não se interessam pelos serviços, ao contrário do que acontece com o Orkut.

Tem lugar para todos

Muitas pessoas que possuem perfil no Twitter e Facebook também mantêm um no Orkut, no entanto, precisam dividir o tempo entre os três sites, o que no passado era dedicado apenas ao Orkut.

Assim como não é possível afirmar que um site é mais ou menos popular pelo número de buscas, é interessante observar como o comportamento das pesquisas tem a ver com o que acontece em cada serviço, assim como no exemplo do lançamento do novo Orkut.

Depois de todas essas conclusões, a resposta para a pergunta do debate é: depende. Quando esse tipo de dúvida surge na web, vários fatores precisam ser levados em consideração para se chegar a uma resposta.

O Orkut continua popular em algumas classes sociais, mas outros serviços estão exigindo que os usuários dividam o tempo entre várias redes. Também, não podemos saber se amanhã outra rede social vai surgir e derrubar todas as que usamos.

E você usuário? O que acha desse debate? Não deixe de opinar acerca deste assunto polêmico e continue acompanhando as novidades do mundo da Tecnologia aqui no Baixaki.

Cupons de desconto TecMundo: