Acusado de espionagem pelos Estados Unidos, Edward Snowden foi responsável por divulgar fatos sobre ações de monitoramento de dados pessoais de internautas mundo afora. O norte-americano, após trazer a público tais informações, foi acolhido pela Rússia durante sua busca por asilo. Mas o visto para a estadia em terras russas expirou nesta quinta-feira (31). O futuro do ex-funcionário da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA) é uma incógnita.

Mas, então, o que acontece agora? De acordo com a reportagem publicada pelo portal Guardian, Snowden buscou junto a profissionais do setor de inteligência estadunidense auxílio para eventual retorno ao seu país de origem. O entrevistado teria solicitado “condições justas de julgamento” aos EUA. Nenhuma garantia, conforme dito por Snowden, foi concedida.

Mas uma contundente afirmação foi feita pelo site Venture Beat. Segundo um “oficial da alta inteligência” dos Estados Unidos, nenhum pedido foi encaminhado aos especialistas em segurança. “Saberíamos da existência de uma solicitação como esta se ela existisse”, disse a fonte exclusiva ao portal.

Futuro incerto

Nesta semana, durante entrevista a um periódico russo, Anatoly Kucherena, advogado e porta-voz de Snowden, afirmou que o visto do investigador de fato venceria. Mas uma garantia de “estadia temporária na Rússia” seria concedida pelo país que forneceu asilo ao foragido.

Ainda em 2013, países como Bolívia, Venezuela e Nicarágua teriam aceitado o pedido de abrigo temporário por parte de Snowden – vale lembrar que o delator solicitou ajuda também ao Brasil (veja mais aqui). “Sei que ele adoraria poder vir para casa ou procurar refúgio em um país de sua escolha”, disse o advogado a uma rádio australiana.

O expert trabalha atualmente para o serviço de segurança russo. Não se sabe qual é o limite da estadia temporária conseguida por Snowden; o país que deverá abrigar o responsável por trazer à tona o esquema de espionagem dos EUA também é desconhecido. Saiba mais sobre os eventos ocorridos nos últimos meses sobre o assunto por aqui.

Cupons de desconto TecMundo: