Apple e Samsung lideraram a compra de chips em 2020

1 min de leitura
Imagem de: Apple e Samsung lideraram a compra de chips em 2020
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

A Apple aumentou a compra de semicondutores no ano passado em 24% e continua liderando esse mercado, de acordo com relatório divulgado na última terça-feira (9) pela empresa de consultoria Gartner. Ao todo, a gigante representa 11,9% das vendas globais dos populares chips.

Os números da Maçã cresceram, principalmente, por causa do sucesso contínuo dos AirPods no mundo e pela demanda especial de computadores e tablets Mac, segundo o levantamento.

“A empresa também começou a transição para utilizar o Apple Silicon na sua linha de produtos na segunda metade de 2020”, disse Masatsune Yamaji, diretor de pesquisas da Gartner.

AirPods e iPhoneOs AirPods continuam sendo um sucesso estrondoso da AppleFonte: Pixabay

Assim como nos anos anteriores, Samsung e Huawei aparecem na 2ª e na 3ª colocação, respectivamente, entre os maiores compradores de semicondutores. Enquanto a sul-coreana aumentou suas compras em 20,4%, a chinesa registrou uma queda de 23,5% nesse quesito.

Impactos da pandemia no setor de chips

Apesar de a pandemia ter afetado diversos setores da economia, o mercado global de chips parece ter sentido menos esse efeito. No relatório da Gartner, Yamaji argumentou que, junto do problema de saúde, o conflito geopolítico entre Estados Unidos e China também impactou o setor. Dessa forma, o saldo foi positivo mesmo com essas questões e a venda total de semicondutores aumentou em 7% na comparação com 2019.

“A pandemia enfraqueceu a demanda por smartphones 5G e interrompeu a produção de veículos, mas impulsionou a demanda por computadores portáteis e videogames, assim como o investimento em data centers em nuvem ao longo de todo o ano”, explicou o diretor de pesquisas.

Outro destaque no relatório foi a Xiaomi, que aumentou em 26% o volume de compras de chips. Apesar de ser apenas a 8ª no ranking, a chinesa atualmente é a 3ª maior fabricante de smartphones do mundo.

Apple e Samsung lideraram a compra de chips em 2020