Vazam detalhes de iPhone dobrável em testes na Apple

1 min de leitura
Imagem de: Vazam detalhes de iPhone dobrável em testes na Apple
Imagem: ConceptsiPhone
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Depois que o primeiro smartphone dobrável chegou ao mercado em 2019, seguido por empresas de renome, como a Samsung, que adotaram a ideia para modelos acessíveis, parece que chegou a vez da Apple investir nesse segmento; pelo menos é o que relata o Bloomberg, com base em informações de “uma pessoa familiarizada com o trabalho” da Maçã.

De acordo com o vazador, que pediu para não ser identificado, a Apple Inc. começou a trabalhar em um projeto de iPhone com tela dobrável e tem procurado as que apresentem uma “dobradiça invisível com os componentes eletrônicos posicionados atrás da tela”.

Além disso, a empresa teria feito uma encomenda, em setembro do ano passado, de “grande número” de monitores flexíveis da Samsung para utilizar em testes de laboratório. O trabalho desenvolvido não foi, no entanto, além de uma única tela, o que significa que a empresa de Cupertino ainda não tem protótipos completos em suas instalações.

Fonte: Forbes/ReproduçãoFonte: Forbes/ReproduçãoFonte:  Forbes 

Rumores sobre o iPhone dobrável

Segundo o informante responsável pelos vazamentos, a Apple discutiu internamente tamanhos de tela, entre eles um semelhante ao da tela de 6,7 polegadas do iPhone 12 Pro Max. Um possível iPhone dobrável permitiria que a companhia lançasse um dispositivo com tela maior em um pacote mais portátil.

Vale ressaltar que rotineiramente a Apple pesquisa um grande número de produtos e tecnologias que nunca chegam ao mercado, no entanto as informações apresentadas pelo Bloomberg coincidem com um relatório apresentado em agosto do ano passado pelo youtuber Jon Prosser.

Embora alguns sites, como o Economic Daily, em novembro passado tenham anunciado um possível plano para lançamento do iPhone dobrável em 2022, tal previsão parece precipitada, uma vez que os testes da Apple relatados pelos dois vazadores ainda se encontram em seus estágios iniciais.