Samsung Galaxy S21: baterias chinesas voltam aos aparelhos de ponta

1 min de leitura
Imagem de: Samsung Galaxy S21: baterias chinesas voltam aos aparelhos de ponta
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

De acordo com relatórios recentemente, os aparelhos da família Samsung Galaxy 21 contarão com baterias chinesas da Amperex Technology (ATL), algo que não ocorre desde o lançamento do Galaxy S9, após a empresa ter sido excluída da lista de fornecedores da gigante sul-coreana devido a explosões de dispositivos Galaxy Note 7 reportadas em 2017. Ainda assim, a companhia foi banida apenas de construções de flagships, pois participava da produção de opções de entrada e intermediárias.

Desde o incidente, produtos de ponta da Samsung carregam principalmente baterias da Samsung SDI e da LG Chem, cujas estabilidades são garantidas por várias empresas, como a ITM Semiconductor. No entanto, a ATL entrará em jogo novamente e está fabricando ao menos três modelos de componentes – um de 4.000 mAh, outro de 4.800 mAh e mais um de 5.000 mAh.

Se os rumores do lançamento dos Samsung Galaxy S21, Galaxy S21 Plus e Galaxy S21 Ultra se confirmarem, um aprimoramento suave nesse quesito será notado.

Baterias chinesas voltarão aos flagships da Samsung.Baterias chinesas voltarão aos flagships da Samsung.Fonte:  Reprodução 

Influência global

No mercado mundial de componentes, a ATL ocupa o terceiro lugar, com participação de 17,1%, superada apenas pelas já citadas Samsung SDI (28,4%) e LG Chem (19,5%). Não se sabe ainda como será realizada a divisão dos pedidos previstos para a linha Galaxy 21 entre as fornecedoras, mas é certo que todas passarão pelos mesmos processos de certificação.

“Comparada às concorrentes, a ATL tem maior influência global no mercado de baterias portáteis. Se não houver diferença significativa no desempenho dos produtos, não há motivos para que sejam rejeitados”, declaram especialistas ao Gizchina.

Samsung Galaxy S21: baterias chinesas voltam aos aparelhos de ponta