Imagem de: HTC anuncia novo celular blockchain, mas futuro da marca continua incerto

HTC anuncia novo celular blockchain, mas futuro da marca continua incerto

1 min de leitura
Avatar do autor

Pouco mais de seis meses após ter lançado o primeiro smartphone blockchain do mundo, a HTC manteve a aposta na tecnologia e anunciou um novo modelo do tipo, desta vez chamado de Exodus 1s. Diferentemente do Exodus 1, que começou a ser vendido em outubro do ano passado, esta versão será mais barata, com a companhia taiwanesa prometendo algo na faixa de US$ 250 a US$ 300.

Além do preço, a característica mais importante do Exodus 1s será a capacidade de rodar um nódulo da rede Bitcoin. Isso significa que ele pode rodar um cliente de Bitcoin no próprio aparelho, além de ser capaz de armazenar todo o histórico de transações feitos na rede da criptomoeda. Para isso, será necessário ampliar o armazenamento interno com um cartão SD, já que esse histórico tem cerca de 200 GB, ou usar um método de compressão para reduzir o tamanho total.

Esse fator não é a única limitação do aparelho. Para rodar seu próprio cliente, é necessário manter uma conexão estável e constante com a internet (a empresa recomenda que isso seja feito via Wi-Fi) e manter o smartphone ligado a uma fonte de energia para que a bateria não acabe. A HTC ainda não detalhou as especificações do celular, mas fica claro que ele é um produto voltado para entusiastas da moeda virtual. O HTC Exodus 1s será lançado no terceiro trimestre deste ano.

Futuro dos smartphones da HTC é incerto

Mesmo com o anúncio, as dúvidas continuam em relação ao futuro da divisão de smartphones da companhia. Como noticiado em janeiro, a HTC enfrentou o sétimo ano seguido de queda nas receitas, tendo praticamente abandonado o mercado tradicional de celulares. Uma das possibilidades de recuperação da empresa pode envolver licenciar sua marca para outras fabricantes em mercados nos quais ela ainda é popular.

Assinatura The BRIEFVenha para o The BRIEF

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
HTC anuncia novo celular blockchain, mas futuro da marca continua incerto