Vista como capaz de superar o iPhone em um futuro não tão distante, a realidade aumentada (AR) vem ganhando cada vez mais destaque nos laboratórios da Apple. Depois de lançar o ARKit, a companhia promete suporte para a tecnologia no iOS 11, que chega no último trimestre, e deve realizar ajustes semelhantes no iPhone 8.

Segundo o site Fast Company, o aguardado aparelho comemorativo aos 10 anos do smartphone da Apple deve ser o primeiro na história da companhia a trazer recursos específicos para as funções de realidade aumentada do dispositivo. De acordo com a reportagem, iPhone 8 contará com um sistema de laser 3D na parte traseira a fim de aprimorar a detecção de profundidade da câmera, algo essencial para uma AR mais precisa.

Esse recurso seria oferecido pelo sistema laser VSCEL, capaz de contribuir ainda para melhorar o autofoco laser para tirar fotografias. A tecnologia calcula a distância entre o dispositivo e o alvo de uma captura, medindo o “tempo de voo” (TOF) e garantindo mais precisão no mapeamento de um ambiente, algo essencial à realidade aumentada. Segundo a publicação, essa nova ferramenta tem um custo de US$ 2 por iPhone.

Ele chega em setembro

Se os rumores estiverem corretos, o dispositivo terá uma tela OLED e sistema de reconhecimento facial, virá sem o botão Home físico pela primeira vez e pode até mesmo contar com um chip dedicado a ações de inteligência artificial. Porém, será preciso aguardar até setembro, quando o aparelho deve ser anunciado oficialmente ao lado dos iPhones 7s e 7s Plus.

Cupons de desconto TecMundo: