Joss Whedon teria ameaçado prejudicar carreira de Gal Gadot

2 min de leitura
Imagem de: Joss Whedon teria ameaçado prejudicar carreira de Gal Gadot
Imagem: Warner Bros/Reprodução
Avatar do autor

Em junho de 2020 o ator, Ray Fisher, usou o seu twitter pessoal para acusar a conduta do diretor Joss Whedon como "grosseira, abusiva, não profissional e completamente inaceitável". Desde então, muitos se perguntam o que aconteceu no set de Liga da Justiça.

Em entrevista para o The Hollywood Reporter, Fisher e outras fontes descrevem algumas das atitudes de Whedon.

Gal Gadot

Fonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte:  Warner Bros/Reprodução 

Aparentemente, Fisher não era o único que tinha problemas com o diretor.  Fontes, ouvidas na matéria, afirmaram que Gadot estava preocupada com a forma que a sua personagem estava sendo tratada. Segundo a atriz, a heroína em Liga da Justiça era muito mais agressiva do que em Mulher Maravilha e ela gostaria que a personagem seguisse o mesmo caminho de um filme para outro.

Quando a atriz se sentiu desconfortável em gravar falas que não gostava, Whedon teria ameaçado a prejudicar a carreira de Gadot. Em algum momento, o diretor também teria dito para a atriz calar a boca e atuar de acordo com as suas falas, já que ele poderia transformá-la em incrivelmente estúpida no filme.

Fisher não quis comentar especificamente sobre a situação da companheira de elenco. Já Gal Gadot afirma que teve problemas com Whedon, mas a Warner lidou com a situação na época.

Ray Fisher

Fonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte:  Warner Bros/Reprodução 

Para Ray Fisher, interpretar o primeiro super-herói negro dos filmes da DC era uma oportunidade incrível na carreira e uma responsabilidade sem tamanho. Desde o primeiro momento, o ator estava ciente que o filme era supervisionado por executivos majoritariamente brancos.

Fisher afirma que a produção que ele começou não foi a que se encerrou. Segundo o ator, ele e Zack Snyder (o primeiro diretor do longa) sempre consideraram que a história do Ciborgue era o coração do filme. O roteirista, Chris Terrio, disse que a perspectiva de um ator negro era muito importante e que Snyder levava essa responsabilidade muito a sério.

Quando Joss Whedon assumiu a direção de Liga da Justiça, Fisher afirma que precisou explicar para o diretor alguns pontos básicos que seriam ofensivos para a comunidade negra. Além disso, boa parte do arco de Ciborgue foi removido do corte final.

Fonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte: Warner Bros/ReproduçãoFonte:  Warner Bros/Reprodução 

Após muitas desavenças com o diretor, o agente de Fisher chegou a ligar para um dos chefes da Warner e expressar sua preocupação com o que estava acontecendo no set. O ator foi convidado para ir até o escritório da DC e na ocasião, Whedon afirmou que eles eram amigos e que ele não queria que Fisher tivesse a reputação manchada no negócio.

Ray Fisher acha que a frase soou como uma ameaça. Os representantes do diretor afirmam que este não foi o caso.

Joss Whedon teria ameaçado prejudicar carreira de Gal Gadot